Líder muçulmano da Itália critica Mourinho por fala sobre Ramadã

terça-feira, 25 de agosto de 2009 16:09 BRT
 

MILÃO (Reuters) - Um líder muçulmano italiano criticou nesta terça-feira o técnico da Inter de Milão, José Mourinho, por comentários feitos pelo técnico português sobre o Ramadã.

O meio-campista Sulley Muntari foi substituído no primeiro tempo da partida em que a Inter, campeã e defensora do título, empatou em 1 x 1 no domingo diante do recém-promovido Bari, e Mourinho disse que o ganês possivelmente estava sem energias devido ao rigor com que se dedica ao jejum exigido no mês muçulmano do Ramadã.

"Creio que Mourinho poderia falar um pouco menos", opinou Mohamed Nour Dachan, presidente da união de comunidades e organizações islâmicas da Itália, em declarações à rede de tevê Sky.

"Um jogador que acredita no cristianismo, no judaísmo ou no Islã definitivamente tem uma predisposição psicológica muito tranquila, e isso o ajudará mais", acrescentou.

(Reportagem de Mark Meadows)