"Econômico", Milan é posto à prova em clássico contra Inter

quinta-feira, 27 de agosto de 2009 10:49 BRT
 

Por Paul Virgo

ROMA (Reuters) - A política do proprietário Silvio Berlusconi de apostar nos jogadores que já estavam no time em vez de abrir o cofre para reforçar a equipe será posta à prova num difícil teste contra a arquirrival Inter de Milão, no sábado, pelo Campeonato Italiano.

Alguns torcedores do Milan criticaram o primeiro-ministro italiano após ver seu melhor jogador Kaká ser negociado com o Real Madrid, enquanto apenas um jogador importante chegou ao clube, o atacante holandês Klaas-Jan Huntelaar, que fez o caminho contrário.

A vitória por 2 x 1 fora de casa contra o Siena no sábado, na abertura da temporada, deu crédito ao argumento de Berlusconi de que não era necessário gastar uma vez que o clube já tem jogadores bons o bastante que precisam mostrar seu valor após duas temporadas sem sucesso.

Ronaldinho Gaúcho respondeu ao pedido do chefe para que ocupe a vaga deixada por Kaká ao liderar a equipe na primeira vitória, criando as jogadas para os dois gols do compatriota Alexandre Pato.

"Temos um elenco com 29 jogadores. Podemos escalar dois times de qualidade com jogadores campeões", disse Berlusconi à TV italiana esta semana. "Eu não trocaria Ronaldinho por nenhum outro jogador, mesmo que ele tenha 29 anos."

Uma preocupação antes da temporada era que a contratação do zagueiro norte-americano Oguchi Onyewu, que foi contratado como agente livre, não fosse o bastante para reforçar o setor após a aposentadoria do capitão Paolo Maldini.

No entanto, o novo técnico Leonardo tem Alessandro Nesta de volta após um ano afastado e Thiago Silva agora já tem condições de jogo.

O zagueiro brasileiro não pôde jogar na última temporada após ser contratado junto ao Fluminense em janeiro porque o time já estava no limite de jogadores extra-comunitários.   Continuação...