Serena Williams quer voltar ao topo no Aberto dos EUA

sexta-feira, 28 de agosto de 2009 14:52 BRT
 

NOVA YORK (Reuters) - Serena Williams está inconformada por não ser a primeira do mundo, e um terceiro título de Grand Slam no Aberto dos EUA, que começa na próxima segunda-feira, ressaltará sua busca pela liderança.

Detentora do troféu, Serena é a número dois do ranking e segunda cabeça-de-chave do torneio americano, abaixo da russa Dinara Safina.

Serena pode parecer apática em torneios regulares --ela perdeu em 11 torneios fora do Grand Slam neste ano, e caiu na primeira rodada em três deles--, mas sua competitividade vem à tona nas grandes disputas.

"Eu perderia todos os torneios para vencer o Aberto de novo", disse ela, que ganhou os Grand Slams da Austrália e de Wimbledon este ano.

Entre suas rivais se encontram sua irmã e terceira cabeça-de-chave Venus, a campeã olímpica Elena Dementieva, a vice-campeã de 2008 Jelena Jankovic e as ex-campeãs Maria Sharapova e Kim Clijsters.

Mas Serena não alcançará o topo da lista nem se levantar o troféu em Nova York e Safina cair na primeira rodada.

Safina, de 23 anos, conquistou três títulos este ano, foi vice-campeã do aberto da Austrália e de Wimbledon e semifinalista em Roland Garros.

Já Jankovic, que também chegou a ser número um do mundo o ano passado, mencionou uma fraqueza de Safina.

"Para ser número um, você tem que ser completo, e para isso tem que derrotar as irmãs Williams."

Sharapova, que retornou nesta temporada após nove meses afastada por um cirurgia no ombro direito, merece atenção especial, assim como a belga Clijsters, campeã do evento em 2005.

(Reportagem de Larry Fine)

 
<p>Serena Williams quer voltar ao topo no Aberto dos EUA. REUTERS/Brendan McDermid (</p>