September 2, 2009 / 11:46 PM / 8 years ago

Safin se despede e Venus Williams progride no Aberto dos EUA

2 Min, DE LEITURA

Por Pritha Sarkar

NOVA YORK (Reuters) - O palco do tênis ficou mais pobre na quarta-feira, quando Marat Safin deixou o Aberto dos EUA pela última vez com um aceno final a seus fãs.

Nunca mais os espectadores dos quatro Grand Slams verão o brilho ou os gracejos de Safin, agora que o campeão de 2000 caiu na primeira rodada do torneio em parciais de 1-6, 6-4, 6-3 e 6-4 diante do austríaco Jurgen Melzer.

Em uma carreira de altos e baixos ao longo de 12 anos, o mantra de Safin sempre foi esperar o inesperado. Seja conquistando um título em grande estilo, quebrando raquetes sem fim ou abaixando os shorts em quadra, uma coisa de que Safin jamais pode ser acusado é de ser entediante.

Enquanto o russo, que se aposenta no final da temporada, se retirou silenciosamente, Venus Williams passou para a terceira rodada com uma vitória de 6-4 e 6-2 sobre a conterrânea Bethanie Mattek-Sands.

A ex-número um do mundo e 17a. cabeça-de-chave Amelie Mauresmo também levou uma surra de 6-4 e 6-0 da canadense Aleksandra Wozniak.

Menos de dois dias após ficar a três pontos da eliminação, Venus, campeã em 2000 e 2001 em Nova York que jogou com o joelho fortemente enfaixado, teve uma partida fácil com Mattek-Sands.

Os joelhos de Venus, aliás, não foram os únicos atraindo os olhares. Após uma ausência de mais de dois meses provocada por uma tendinite, Nadal passou fácil pelo francês Richard Gasquet e seguiu para a segunda rodada, na qual enfrentará o alemão Nicolas Kiefer.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below