Empresa de Berlusconi desmente conversas sobre venda do Milan

sexta-feira, 4 de setembro de 2009 11:04 BRT
 

MILÃO (Reuters) - A Fininvest, empresa do primeiro-ministro italiano Silvio Berlusconi, negou nesta sexta-feira a informação publicada em um jornal sobre a possibilidade de que o Milan seja vendido para um fundo soberano da Líbia.

"Não há planos para vender uma participação no AC Milan", afirmou a Fininvest, que é dona de todo o clube, em breve comunicado.

Em artigo publicado sem citar a fonte, o jornal La Repubblica afirmou que Berlusconi tratou do Milan com o líder líbio Muammar Kadafi durante uma visita à Líbia no domingo.

Segundo o jornal, ele sondou a ideia de vender o clube para fundos soberanos líbios, avaliando o acordo entre 600 e 800 milhões de euros (850 milhões e 1,14 bilhão de dólares).

(Reportagem de Stephen Jewkes)

 
<p>O primeiro-ministro italiano Silvio Berlusconi n&atilde;o pretende vender participa&ccedil;&atilde;o no clube Milan REUTERS/Tony Gentile/Files</p>