Rossi diz que conversou com a Ferrari para correr em Monza

sábado, 5 de setembro de 2009 09:47 BRT
 

MILÃO (Reuters) - Valentino Rossi conversou com a Ferrari sobre correr com o segundo carro da equipe no Grande Prêmio da Itália, no próximo fim de semana, mas decidiu não fazer isso, disse o campeão da MotoGP.

"Eu conversei com a Ferrari sobre correr em Monza. Mas sem testar...não teria sido racional", disse ele segundo o jornal Gazzetta dello Sport de sábado.

A Ferrari decidiu chamar o piloto italiano da Force India Giancarlo Fisichella, que vai pilotar pela equipe pelo restante da temporada.

Ele vai substituir o piloto de testes Luca Badoer, que não foi bem depois de substituir Felipe Massa. Badoer foi chamado porque a primeira opção, Michael Schumacher, teve que desistir de seus planos de um retorno devido a uma lesão no pescoço, que é muito exigido na Fórmula 1.

As equipes de Fórmula 1 não podem testar com seus atuais carros durante a temporada.

"Já decidimos que entrar na Fórmula 1 sem testar é mais arriscado do que divertido. Não dá para ir lá e fazer tudo para entender o carro em três dias", disse Rossi.

"Eu também não sei se poderia terminar a corrida com meus pescoço. E também, como estamos lutando pelo campeonato da MotoGP, a corrida em Monza definitivamente seria um grande stress e é melhor ficar na MotoGP".

Rossi, o esportista mais bem pago da Itália, já testou com a Ferrari antes e esteve próximo de se transferir para a equipe no final de 2006, mas decidiu ficar com as motos.

(Por Mark Meadows)

 
<p>Valentino Rossi conversou com a Ferrari sobre correr com o segundo carro da equipe no Grande Pr&ecirc;mio da It&aacute;lia, no pr&oacute;ximo fim de semana, mas decidiu n&atilde;o fazer isso, disse o campe&atilde;o da MotoGP. REUTERS/Giampiero Sposito (ITALY SPORT MOTOR RACING)</p>