Torcedores da Roma pedem para dona vender o clube

sábado, 5 de setembro de 2009 12:15 BRT
 

ROMA (Reuters) - Cerca de 500 torcedores da Roma abriram faixas e gritaram neste sábado pedindo que a dona do clube, Rosella Sensi, venda a equipe, em um protesto pacífico no centro de treinamento do time.

Duas tentativas de aquisição do clube não deram certo nos últimos dois anos, mas o magnata da área farmacêutica Francesco Angelini demonstrou novo interesse em comprar o time da primeira divisão italiana.

A falta de recursos da Roma e as dificuldades no mercado de transferências contribuíram para a saída do popular treinador Luciano Spalletti na terça-feira, com Sensi rapidamente contratando Claudio Ranieri para tentar apaziguar os enfurecidos torcedores.

Os manifestantes se dispersaram após algumas horas, com quatro fogos de artifício tendo sido lançados na entrada do centro de treinamento, segundo a imprensa local.

Cerca de 100 torcedores de outros clubes italianos também realizaram um encontro em Roma neste sábado para decidir como procederão nos protestos contra um plano do governo de obrigar todos os torcedores a usarem um "cartão do torcedor" eletrônico nas partidas fora de casa a partir de janeiro.

O governo acredita que a iniciativa ajudará a polícia nos jogos e facilitará a identificação eletrônica de hooligans. Os torcedores classificam a medida como invasão de privacidade.

(Por Mark Meadows)

 
<p>Cerca de 500 torcedores da Roma abriram faixas e gritaram neste s&aacute;bado pedindo que a dona do clube, Rosella Sensi, venda a equipe, em um protesto pac&iacute;fico no centro de treinamento do time. REUTERS/Stringer (ITALY SPORT SOCCER)</p>