Novata dos EUA mantém campanha surpresa no Aberto dos EUA

terça-feira, 8 de setembro de 2009 10:15 BRT
 

Por Steve Ginsburg

NOVA YORK (Reuters) - A nova queridinha da América, Melanie Oudin, continuou na segunda-feira a campanha dos sonhos no Aberto dos EUA com mais uma vitória impressionante. Na disputa masculina, o suíço Roger Federer se manteve na briga pelo 16o título de Grand Slam.

"Mentalmente, eu estou aqui com eles o tempo inteiro, e não estou desistindo de nada", disse Oudin, de 17 anos, após chegar pela primeira vez às quartas-de-final de um torneio com a vitória por 2 sets a 1, 1-6 7-6 6-3, contra a russa Nadia Petrova.

Depois de marcar o último ponto com um forehand, Oudin deixou a raquete cair, olhou para o céu e levantou os braços, aos gritos de quase 24 mil pessoas no Arthur Ashe Stadium.

Em um dia frio, atípico para a época do ano em Flushing Meadows, os russos concluíram o pior desempenho em Grand Slams em quase uma década. Já os norte-americanos completaram a pior apresentação em Nova York entre os homens desde a profissionalização do tênis, em 1968.

Federer, no entanto, mostrou seu brilho tradicional para derrotar o 14o cabeça-de-chave Tommy Robredo, da Espanha, por 3 sets a 0 --parciais de 7-5 6-2 6-2.

"Ele estava jogando muito bem", disse Robredo sobre o pentacampeão do Aberto. "Quando ele joga assim, fica difícil."

O quarto cabeça-de-chave Novak Djokovic passou com tranquilidade pelo 15o cabeça-de-chave, o tcheco Radek Stepanek. Ele animou a plateia em um lotado Ashe Stadium ao representar as manias e o temperamento esquentado do ex-tenista norte-americano John McEnroe.

 
<p>Novata dos EUA, Melanie Oudin, mant&eacute;m campanha surpresa no Aberto dos EUA. REUTERS/David Gray</p>