Clubes europeus criticam Fifa por futebol olímpico

terça-feira, 8 de setembro de 2009 14:25 BRT
 

Por Brian Homewood

GENEBRA (Reuters) - Clubes europeus criticaram a Fifa e seu presidente Sepp Blatter por causa da disputa de futebol nas Olimpíadas, dizendo que eles voltaram atrás em um acordo para restringir a competição a times sub-21.

"Estamos muito surpresos com a mudança de opinião da Fifa", disse Karl-Heinz Rummenigge, presidente da Associação de Clubes Europeus (ECA, na sigla em inglês) em um comunicado.

"Em várias reuniões chegamos ao consenso de mudar o critério dos Jogos Olímpicos para times com jogadores de 21 anos ou menos, sem exceções".

"Achamos que isso não é aceitável e encorajamos a Fifa a manter sua posição original".

Atualmente o torneio de futebol olímpico é aberto a jogadores com 23 anos ou menos, com tolerância para até três jogadores mais velhos por time.

"Lembramos algumas declarações do senhor Blatter apoiando esta proposta. Achávamos que a Fifa havia claramente aceitado", disse Joan Laporta, presidente do Barcelona e vice-presidente da ECA, aos repórteres.

"Esperamos que o senhor Blatter honre seus compromissos".

A Olimpíada de Pequim foi marcada por uma série de disputas entre clubes e países, a mais comentada envolvendo Laporta, do Barcelona, e o atacante Lionel Messi, da seleção argentina.

O Barcelona acabou permitindo a Messi participar depois de ganhar a causa na Corte de Arbitragem do Esporte, e a Argentina conquistou a medalha de ouro.

"Tínhamos o direito de manter o jogador, foi nossa decisão liberá-lo", disse Laporta. "Eles conquistaram o ouro e Messi fez uma temporada maravilhosa no Barcelona, conquistando o campeonato".