September 9, 2009 / 2:59 PM / 8 years ago

Fisichella aumenta pressão sobre Button em Monza

4 Min, DE LEITURA

<p>Agora na Ferrari, Giancarlo Fisichella pode dar trabalho a ButtonErcole Colombo/Pool</p>

Por Alan Baldwin

LONDRES (Reuters) - Acusado de ter sucumbido à pressão de ser o líder do Mundial de Fórmula 1, Jenson Button terá uma dificuldade a mais no Grande Prêmio da Itália do domingo: guiar contra um motivado Giancarlo Fisichella a bordo de uma Ferrari.

A campeã Ferrari realizou o sonho do italiano Fisichella de correr pela equipe ao escolher o piloto romano como substituto do compatriota Luca Badoer, que estava correndo no lugar de Felipe Massa depois do acidente sofrido pelo brasileiro na Hungria em agosto.

Fisichella, de 36 anos, não era nem nascido quando um piloto italiano venceu pela última vez em casa no circuito de Monza, mas ele tem a chance agora de realizar mais um sonho de infância.

Ele terá o apoio da torcida, um enorme desejo de mostrar que ainda é competitivo após todos esses anos, e um carro equipado com o sistema de recuperação de energia Kers, algo que o Brawn de Button não tem.

"Será um fim de semana incrível, com muita pressão, mas essa é uma pressão que vai me incentivar", disse Fisichella ao canal de TV Sky Sports da Itália.

"Conheço bem Monza, corro lá desde 1992 quando estava na F3. É uma pista que te deixa pensar o que fazer antes de frear para a curva por causa das retas. Isso me ajuda um pouco."

O último piloto italiano a vencer uma corrida em Monza foi Ludovico Scarfiotti, com uma Ferrari, em 1996, apesar de o norte-americano nascido na Itália Mario Andretti ter ganhado com a Lotus em 1977.

Fisichella terminou em terceiro com a Renault em 2005.

Aconteça o que acontecer no último grande prêmio europeu da temporada, Button chegará a Cingapura como líder do campeonato. Ele tem 16 pontos de vantagem para o companheiro de equipe Rubens Barrichello, mas a vantagem já foi bem mais confortável.

Após vencer seis das sete primeiras corridas, o britânico marcou apenas 11 pontos nas últimas cinco provas, ante 21 pontos de Barrichello.

Massa, observado de longe enquanto se recupera de um traumatismo craniano, disse que tudo isso está pesando para o inglês.

"Para mim, a pressão teve um grande impacto na cabeça dele -- e ele precisa lidar melhor com isso. Se ele não suportar a pressão não será o campeão", disse o vice-campeão do ano passado.

O problema de Button é que agora aumentaram os concorrentes, incluindo Fisichella, capazes de tirá-lo do pódio.

Duas das últimas três provas foram vencidas por equipes com Kers, que aumentam a velocidade do carro por alguns segundos ao aperto de um botão -- o que deve ser crucial no circuito rápido de Monza.

Kimi Raikkonen, vencedor na Bélgica pela Ferrari, será mais uma vez favorito em Monza, enquanto os dois concorrentes ao título da Red Bull, Sebastian Vettel e Mark Webber, estão famintos para diminuir a vantagem de Button.

Vettel venceu da pole position em Monza no ano passado com a Toro Rosso.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below