10 de Setembro de 2009 / às 19:10 / 8 anos atrás

Alonso diz não saber nada sobre alegações contra Nelsinho Piquet

<p>Piloto brasileiro, Nelsinho Piquet, em foto de arquivo, teria simulado acidente para favorecer seu ex-colega de equipe Renault, Fernando Alonso. REUTERS/Jose Manuel Ribeiro</p>

Por Alan Baldwin

MONZA, Itália (Reuters) - O piloto Fernando Alonso disse que as acusações de que a equipe Renault encenou um acidente para que o bicampeão da Fórmula 1 conquistasse o Grande Prêmio de Cingapura, no ano passado, o surpreendeu tanto quanto qualquer outra pessoa.

“É difícil entender toda esta situação, todas essas investigações”, disse o espanhol a repórteres no GP da Itália nesta quinta-feira.

“Estou muito surpreso. Não posso nem imaginar essas coisa”.

A Renault deve se apresentar à Federação Internacional de Automobilismo (FIA) em 21 de setembro para responder acusações de que teria mandado o brasileiro Nelson Piquet bater na corrida disputada há um ano.

O acidente, em local do circuito onde é difícil remover os carros rapidamente, ocorreu logo após Alonso ter reabastecido. A entrada do safety car beneficiou o espanhol.

Indagado se soube algo sobre o que poderia estar acontecendo, Alonso respondeu: “Não”.

O espanhol disse ter uma relação próxima com o diretor de equipe da Renault, Flavio Briatore, que também é seu empresário, assim como com seu ex-colega de equipe Piquet.

“Fomos colegas de equipe por um ano e meio, e nunca tive problemas com ele”, disse o piloto sobre o brasileiro de 24 anos, demitido da Renault em agosto após não pontuar nesta temporada.

PILOTOS TÊM DÚVIDAS

Alonso e altos funcionários da equipe Renault foram questionados por investigadores no GP da Bélgica, no mês passado, e uma audiência será realizada no próximo mês em Paris.

Nem Piquet nem a Renault comentaram publicamente as acusações.

Pilotos da Fórmula 1 que conversaram com repórteres nesta quinta-feira afirmaram que dúvidas surgiram após o acidente, mas nada ficou evidente de imediato.

“Logo depois da corrida, na coletiva, todos que estavam no paddock pensaram que pelo menos pareceu que poderia ter sido de propósito”, disse o piloto da BMW-Sauber, o alemão Nick Heidfeld.

Seu compatriota Nico Rosberg, da Williams, segundo colocado na prova, concordou.

“Foi uma coincidência e tanto. Todas as coisas vieram juntas, Alonso entra mais cedo nos boxes e então o safety car sai uma volta depois. Foi um rumor que correu no paddock após a corrida”, disse.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below