Equipes com três carros são uma fantasia, diz Mosley

sábado, 12 de setembro de 2009 12:25 BRT
 

MONZA, Itália (Reuters) - O desejo da Ferrari de ter três carros na próxima temporada da Fórmula 1 é uma fantasia, disse Max Mosley, presidente da Federação Internacional de Automobilismo (FIA) em fim de mandato.

Stefano Domenicali, chefe da Ferrari, acha que um carro extra nas grandes equipes tornaria o esporte mais interessante e vê o heptacampeão aposentado Michael Schumacher, que desistiu de retornar para substituir o brasileiro Felipe Massa por problemas físicos, como um potencial terceiro piloto.

Mosley disse ser tarde demais para mudar as regras para o ano que vem após o novo Pacto de Concórdia, que delineia as diretrizes da F1, ter sido assinado entre a FIA e os times em agosto.

"Três carros significaria reescrever o Pacto de Concórdia, e o momento de se pensar em três carros foi antes de assinarmos, não depois", disse aos repórteres Mosley, que deixa o cargo em outubro, no GP da Itália.

"É uma ideia interessante, mas um tanto fantasiosa, e é difícil obter um acordo unânime para ela."

Relatos da mídia dão conta que outras escuderias estão interessadas na proposta de três carros, apesar de pelo menos três novas equipes estarem previstas para aumentar o grid em 2010.

Indagado se as regras poderiam ser mudadas para que as grandes equipes usem seus rivais menores para correr com um terceiro carro, Mosley disse: "Isso também significaria reescrever o Pacto de Concórdia."

(Reportagem de Mark Meadows)

 
<p>Presidente da Federa&ccedil;&atilde;o Internacional de Automobilismo, Max Mosley, disse que o desejo da Ferrari de ter tr&ecirc;s carros na pr&oacute;xima temporada da F&oacute;rmula 1 &eacute; uma fantasia. REUTERS/Stefano Rellandini</p>