13 de Setembro de 2009 / às 14:00 / 8 anos atrás

Barrichello vence GP da Itália e reduz vantagem de Button

Por Alan Baldwin

<p>O brasileiro Rubens Barrichello venceu o Grande Pr&ecirc;mio da It&aacute;lia neste domingo em dobradinha da equipe Brawn no p&oacute;dio, diminuindo para 14 pontos a vantagem de seu companheiro de equipe Jenson Button na lideran&ccedil;a do campeonato a quatro provas do final da temporada.</p>

MONZA, Itália (Reuters) - O brasileiro Rubens Barrichello venceu o Grande Prêmio da Itália neste domingo em dobradinha da equipe Brawn no pódio, diminuindo para 14 pontos a vantagem de seu companheiro de equipe Jenson Button na liderança do campeonato a quatro provas do final da temporada.

Button voltou ao pódio depois de seis corridas com a segunda colocação, 2,8 segundos atrás do brasileiro, e Kimi Raikkonen cruzou em terceiro com sua Ferrari depois que a McLaren Lewis Hamilton saiu da pista na última volta.

Hamilton, que largou na pole position, já não tem chances matemáticas de disputar o título.

Button soma 80 pontos e Barrichello tem 66, o alemão Sebastian Vettel e o australiano Mark Webber, ambos da Red Bull, têm respectivamente 54 e 51,5, e Hamilton acumula 27 pontos.

Piloto mais veterano da Fórmula 1, Barrichello, 37, começou a corrida deste domingo com preocupações sobre a caixa de marchas de seu carro, mas mostrou confiança para o restante do campeonato.

A vitória foi a segunda consecutiva de Rubinho na temporada e a 11a de sua carreira. “É muito bom. Vou dar meu melhor. Vai ser uma luta boa e saudável”, disse o brasileiro.

A equipe Brawn, que lidera o campeonato com 13 provas vencidas sendo duas nas últimas três provas, optou por fazer só uma parada no circuito rápido de Monza.

“Eu gostaria de estar onde está o Rubens, mas ele fez um trabalho melhor hoje. Eu perdi dois pontos para o Rubens, mas ganhei sete em cima do Vettel (...) para mim foi um grande resultado”, disse Button.

Raikkonen e Hamilton, este último na terceira colocação quando errou a curva Lesmo e bateu no muro em seguida, fizeram duas paradas cada um.

Webber foi empurrado para fora da pista na primeira volta pela BMW-Sauber de Robert Kubica, e Vettel chegou em oitavo.

O alemão Adrian Sutil terminou em quarto lugar, obtendo seus primeiros pontos da temporada e dando à Force India sua segunda corrida consecutiva com marcação de pontos.

O bicampeão espanhol Fernando Alonso fez quatro pontos para a Renault, time abalado pelas acusações do piloto brasileiro Nelsinho Piquet, que disse ter recebido ordens para bater no GP de Cingapura do ano passado para beneficiar seu companheiro de equipe. O finlandês Heikki Kovalainen foi o sexto na frente da BMW-Sauber de Nick Heidfeld.

O italiano Giancarlo Fisichella, que havia chegado em segundo com sua Force India no GP da Bélgica no mês passado, foi nono pilotando a Ferrari do brasileiro Felipe Massa, anteriormente substituído pelo também italiano Luca Badoer.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below