Tóquio quer novo premiê japonês em Copenhague por Olimpíada

quarta-feira, 16 de setembro de 2009 17:43 BRT
 

TÓQUIO (Reuters) - Autoridades olímpicas japonesas vão pedir ao novo primeiro-ministro do país, Yukio Hatoyama, que vá a Copenhague para a votação do Comitê Olímpico Internacional (COI) que escolherá a sede dos Jogos Olímpicos de 2016.

De acordo com a mídia local nesta quarta-feira, o vice-presidente do Comitê Olímpico Japonês, Tomiaki Fukuda, deseja convidar o premiê para ajudar a campanha da capital no evento de 2 de outubro na Dinamarca.

"O mundo esportivo japonês deve pedir coletivamente que ele vá", disse Fukuda ao jornal Sankei Sports.

"Precisamos que o novo governo incorpore nosso "Plano de Ouro" para o fortalecimento a longo prazo das políticas esportivas japonesas."

Tóquio concorre com Rio de Janeiro, Chicago e Madri pelo direito de sediar as Olimpíadas.

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva e o rei Juan Carlos, da Espanha, já confirmaram presença na capital dinamarquesa para defender suas respectivas cidades, enquanto o líder norte-americano, Barack Obama, enviará a esposa Michelle Obama para fazer campanha por Chicago.

Chefes de Estado têm tido papel cada vez mais importante no processo de escolha olímpica.

O ex-primeiro-ministro britânico Tony Blair foi considerado como fundamental para ajudar Londres a ganhar os Jogos de 2012, enquanto o ex-líder russo Vladimir Putin ajudou Sochi a ser escolhida sede dos Jogos de Inverno de 2014.

(Por Alastair Himmer)