Chicago sentirá falta de Obama em votação olímpica, diz ministro

sexta-feira, 18 de setembro de 2009 16:19 BRT
 

Por Pedro Fonseca

RIO DE JANEIRO (Reuters) - A decisão do presidente dos EUA, Barack Obama, de não comparecer à votação do COI que decidirá a sede dos Jogos de 2016 deve prejudicar a cidade de Chicago na disputa com Rio de Janeiro, Madri e Tóquio, disse nesta sexta-feira o ministro dos Esportes do Brasil, Orlando Silva Jr.

Enquanto o presidente Luiz Inácio Lula da Silva e o rei Juan Carlos, da Espanha, têm presença confirmada na sessão do Comitê Olímpico Internacional (COI) em Copenhague no dia 2 de outubro, Obama, que fez sua carreira política durante a vida toda em Chicago, decidiu não participar da votação e enviará como representante a mulher, Michelle.

Obama informou na semana passada a decisão de não ir à Dinamarca ao presidente do COI, o belga Jacques Rogge, alegando que precisa se dedicar à aprovação da reforma do sistema de saúde dos EUA.

"A ausência do presidente Barack Obama da sessão do COI que escolherá a cidade sede dos Jogos Olímpicos de 2016 deve ser muito sentida pela cidade de Chicago, mas não é um tema nosso", disse o ministro em entrevista coletiva à imprensa estrangeira.

"Nós comemoramos a presença do presidente Luiz Inácio Lula da Silva", acrescentou. "O presidente está muito honrado e muito confiante, porque nós observamos que há uma respeito muito grande por parte da comunidade internacional ao presidente da república do Brasil."

A presença de chefes de Estado nas votações olímpicas têm tido papel cada vez mais importante nas últimas sessões do COI.

O ex-primeiro-ministro britânico Tony Blair foi considerado fundamental para ajudar Londres a ganhar os Jogos de 2012, enquanto o ex-líder russo Vladimir Putin ajudou Sochi a ser escolhida sede dos Jogos de Inverno de 2014.

As autoridades da campanha de Tóquio anunciaram esta semana que irão convidar o novo primeiro-ministro do país, Yukio Hatoyama, para ir a Copenhague tentar angariar votos para a cidade entre os membros do COI que participam da votação, feita em rodadas eliminatórias com uma cidade sendo excluída de cada vez.   Continuação...