Renault recebe pena condicional de 2 anos por batida de Nelsinho

segunda-feira, 21 de setembro de 2009 10:26 BRT
 

PARIS (Reuters) - A equipe Renault recebeu uma pena condicional de dois anos do campeonato de Fórmula 1 após ter admitido a manipulação de uma corrida em 2008, informou a Federação Internacional de Automobilismo (FIA) nesta segunda-feira.

Como a pena foi aplicada em suspenso, a escuderia permanece na disputa do campeonato, mas será excluída se cometer qualquer infração grave nos próximos dois anos.

A equipe francesa disse que não vai contestar as acusações de que mandou o piloto brasileiro Nelsinho Piquet bater de propósito num muro no Grande Prêmio de Cingapura do ano passado para que seu companheiro Fernando Alonso pudesse vencer a prova.

O ex-chefe da equipe, Flavio Briatore, foi proibido de manter qualquer vínculo com a Fórmula 1, incluindo agenciar a carreira de pilotos, informou a FIA após reunião do Conselho Mundial de Automobilismo, em Paris.

 
<p>O presidente da FIA Max Mosley fala a jornalistas ap&oacute;s audi&ecirc;ncia da organiza&ccedil;&atilde;o em Paris. A equipe Renault recebeu uma pena condicional de dois anos do campeonato de F&oacute;rmula 1 ap&oacute;s ter admitido a manipula&ccedil;&atilde;o de uma corrida em 2008, informou a Federa&ccedil;&atilde;o Internacional de Automobilismo (FIA) nesta segunda-feira.21/09/2009.REUTERS/Gareth Watkins</p>