Holanda e Bélgica lançam candidatura conjunta para Copa do Mundo

segunda-feira, 21 de setembro de 2009 16:33 BRT
 

EINDHOVEN, Holanda (Reuters) - Planos para 12 novos estádios e grande incentivo privado podem fazer da candidatura conjunta da Holanda e da Bélgica para sede da Copa do Mundo de 2018 ou 2022 atraente, disseram os organizadores nesta segunda-feira.

A candidatura foi anunciada oficialmente apenas nesta segunda, embora ambos os países já tivessem indicado que tentariam organizar o maior evento de futebol do mundo.

"A competição é selvagem", disse o executivo da candidatura, Harry Been, em coletiva de imprensa no estádio do PSV. "Temos que ser uma alternativa atraente".

Há outras 10 candidaturas para sediar o Mundial -- Austrália, Inglaterra, Indonésia, Japão, Coreia do Sul, México, Catar, Rússia, Espanha e Portugal e Estados Unidos.

A construtora holandesa BAM, o grupo financeiro holandês ING, a KLM, a PriceWaterhouseCoopers e a Randstad foram apresentados como os maiores financiadores do evento de mais de um bilhão de euros.

Os 12 novos estádios devem custar entre 88 e 100 milhões de dólares cada.

A próxima Copa do Mundo será sediada pela África do Sul, em 2010, enquanto o Brasil sedirá o torneio de 2014. A Fifa deve anunciar os anfitriões dos torneios de 2018 e 2022 em dezembro de 2010.

O presidente da Fifa, Joseph Blatter, disse neste ano que candidaturas individuais deverão ter preferência sobre as conjuntas.