Lendas do xadrez Kasparov e Karpov repetem duelo histórico

terça-feira, 22 de setembro de 2009 11:07 BRT
 

MADRI (Reuters) - As lendas do xadrez Garry Kasparov e Anatoly Karpov vão retomar esta semana uma das maiores rivalidades da história da modalidade com uma repetição da clássica final do campeonato mundial de 1984.

Os dois russos, considerados os maiores jogadores de xadrez de todos os tempos, vão disputar nesta terça-feira a primeira partida de uma série de 12 confrontos em Valencia, na Espanha, 12 anos após terem lutado pelo título mundial.

Aquele duelo épico terminou em polêmica e sem um vencedor, após a Federação Internacional de Xadrez ter interrompido a final de forma inesperada após cinco meses de jogos. A preocupação com a saúde dos jogadores, ambos defendendo a União Soviética, foi a causa declarada para o cancelamento.

O então atual campeão, Karpov, agora com 58 anos, tinha vencido cinco jogos, enquanto Kasparov, agora com 46, tinha ganho três. Outros 40 jogos terminaram em empate. Os dois jogadores disseram que desejavam continuar jogando.

Kasparov, que hoje em dia é um político de voz ativa contra o primeiro-ministro russo Vladimir Putin, disse que o duelo foi interrompido para impedir a derrota de Karpov -- o que teria também um significado emblemático, já que o duelo simbolizava as diferenças na União Soviética. Karpov era defensor do regime.

O Campeonato Mundial de Xadrez recomeçou em Moscou um ano depois e Kasparov conquistou o título, se tornando o mais jovem campeão mundial. Sua conquista representou uma vitória da juventude contra o regime soviético.

Kasparov manteve o título até 1993, quando abandonou a Federação Internacional de Xadrez (Fide) para formar a Associação Profissional de Xadrez. Karpov foi o campeão mundial entre 1993 e 1999. O título mundial de xadrez foi unificado apenas em 2006.

Kasparov, que aposentou-se do esporte profissional em 2005, disse que o confronto em Valencia pode se tornar um "torneio cerimonial" com um limite de tempo para as jogadas.

"Neste caso, a nostalgia será positiva, e o duelo servirá para colocar o foco no xadrez de novo, como 25 anos atrás", disse ele ao jornal El Pais.

(Reportagem da Reuters Television)

 
<p>Os enxadristas Garry Kasparov (foto) e Anatoly Karpov ir&atilde;o repetir duelo hist&oacute;rico REUTERS/Denis Sinyakov (RUSSIA)</p>