Chefe da Premier League critica ideias de Platini para finanças

terça-feira, 22 de setembro de 2009 16:10 BRT
 

Por Mike Collett

LONDRES (Reuters) - O plano de Michel Platini, presidente da Uefa, de fazer com que os clubes vivam de acordo com seus recursos foi rejeitada nesta terça-feira como "irrealista e impossível" por Richard Scudamore, executivo-chefe da Premier League inglesa.

Scudamore disse que a proposta de Platini para o que descreve como 'fair play financeiro' "nunca vai se realizar"

Platini revelou seus planos no final de agosto. Ele pretende acabar com a presença de mecenas que compram clubes e transformam seu destino.

O francês quer condicionar os gastos dos times à sua renda, e disse ter o apoio de homens poderosos como o bilionário russo Roman Abramovich, dono do Chelsea.

Mas Scudamore, indagado em entrevista à rádio talkSPORT nesta terça-feira sobre a proposta de Platini, disse: "No final das contas será necessário fazer coisas como nivelar os impostos e os subsídios estatais aos estádios."

"Achamos que não vai acontecer, teríamos que nivelar as regras de imigração que permitem a entrada de jogadores."

"São preocupações que temos, mas elas têm que ser consideradas junto com todas as outras variáveis. É irrealista porque no final das contas, se é para regulamentar o quanto um clube pode gastar de acordo com seus ganhos, é preciso regulamentar os ganhos também."

 
<p>O presidente da Uefa, Michel Platini, sofre resist&ecirc;ncia por plano de conten&ccedil;&atilde;o de gastos para clubes REUTERS/Bogdan Cristel (ROMANIA SPORT SOCCER)</p>