Disputa interna da Brawn chega às ruas de Cingapura

quarta-feira, 23 de setembro de 2009 10:30 BRT
 

Por John O'Brien

CINGAPURA (Reuters) - Jenson Button e Rubens Barrichello retomam no domingo nas ruas de Cingapura o seu duelo pelo título de campeão mundial da Fórmula 1, depois de uma semana turbulenta nos bastidores da categoria.

O britânico lidera o Mundial com 14 pontos de vantagem sobre seu colega de equipe brasileiro, faltando quatro provas para o fim da temporada. Enquanto a estreante Brawn está cada vez mais perto de assegurar o título do Mundial de Construtores, o bom desempenho de Barrichello nas últimas provas mantém em aberto o Mundial de Pilotos.

Os dirigentes da categoria esperam que o foco volte às pistas depois da punição dada à Renault nesta semana, mas provisoriamente suspensa, por causa da batida armada de Nelsinho Piquet para ajudar seu então companheiro de equipe Fernando Alonso neste mesmo GP do ano passado, naquela que foi a primeira corrida noturna da história da F1.

O dirigente Flavio Briatore e o engenheiro-chefe Pat Symonds, supostos responsáveis pelo incidente, foram demitidos da Renault na semana passada, mas mesmo assim a Federação Internacional de Automobilismo decidiu banir Briatore da categoria para sempre, além de suspender Symonds durante cinco anos.

Assim como ocorre neste ano, um brasileiro e um britânico lutavam pelo título no GP de Cingapura do ano passado. A manobra ilegal que garantiu a vitória de Alonso também levou Lewis Hamilton ao pódio, o que viria a ser decisivo para que ele superasse Felipe Massa na disputa do Mundial.

Barrichello chega a Cingapura impulsionado por duas vitórias nas três últimas provas. "Tive um ótimo momento no último mês, com duas vitórias, então temos um bom impulso por trás de nós para as quatro últimas corridas a temporada", disse o brasileiro de 37 anos. "Mal posso esperar para voltar ao carro e encarar o desafio."

Ele também se disse ansioso com as exigências de uma prova realizada sob luz artificial, em um circuito altamente técnico de 5.067 metros.

"Realmente gostei do circuito, pois parecia mesmo como um circuito de rua deve parecer, com ruas públicas, lombadas, barreiras, e passando por alguns dos marcos mais famosos da cidade", acrescentou.   Continuação...