September 24, 2009 / 11:19 AM / 8 years ago

Corrida para sediar Olimpíadas de 2016 chega ao clímax

4 Min, DE LEITURA

<p>Divulga&ccedil;&atilde;o de projeto da Vila Ol&iacute;mpica do Rio para os Jogos de 2016Rio2016/Divulga&ccedil;&atilde;o</p>

Por Karolos Grohmann

BERLIM (Reuters) - As quatro candidatas a sede dos Jogos Olímpicos de 2016 se preparam para um resultado apertado quando o Comitê Olímpico Internacional (COI) anunciar a cidade vencedora, na próxima semana.

Tóquio, Madri, Chicago e Rio de Janeiro se engajaram numa disputa acirrada, sem nenhum favorito claro, depois de dois anos de forte campanha.

"Rumamos para o que eu acredito que serão 10 dias fascinantes em Copenhague", afirmou o chefe do COI, Jacques Rogge. "Estamos muitos animados porque os quatro candidatos são de primeira classe. Cada um deles organizaria um bom evento".

O COI decidirá o anfitrião do maior evento esportivo do mundo durante sua sessão em 2 de outubro. Roger prevê um resultado apertado após os votos dos 115 membros. "Será provavelmente por poucos votos", afirmou no início do mês.

"Provavelmente serão alguns poucos votos", disse Rogge este mês. "Dois, três ou quatro votos... vai ser muito apertado. Não se esqueçam que algo como quatro ou cinco votos são apenas duas ou três pessoas mudando de idéia."

As últimas disputas por sedes olímpicas foram decididas apenas na última rodada de votos, apesar de haver favoritas. Dessa vez, a disputa é palmo a palmo.

Chicago era considerada a favorita durante maior parte da campanha, mas disputas entre o COI e o Comitê Olímpicos dos Estados Unidos sobre divisão de receitas e os direitos de transmissão dos Jogos na tevê norte-americana tirou força da candidatura.

Seu orçamento, grande parte dependente de financiamento privado apesar da crise econômica, também é encarado com algum ceticismo.

No entanto, o apoio do presidente dos EUA, Barack Obama, que construiu sua carreira política na cidade, e a presença de sua mulher Michelle em Copenhague para defender a candidatura vai ajudar.

O Rio deu passos consideráveis em seus esforços para sediar os Jogos pela primeira vez na América do Sul. Com a Fifa aprovando o Brasil para sediar a Copa do Mundo em 2014, o COI está ficando sem desculpas para não levar os Jogos a uma cidade ao sul do Equador que não seja a Austrália.

Contudo, o COI se mostrou preocupado que a Copa do Mundo reduza o marketing das Olimpíadas e o sucesso da competição caso ela fosse sediada no Rio, além da alta taxa de criminalidade da cidade que precisa ser resolvida.

Tóquio, sede dos Jogos de 1964, já ganhou elogios de Rogge por seu sólido plano financeiro e alto padrão tecnológico da candidatura.

Mas levar os Jogos novamente para a Ásia depois somente de oito anos das Olimpíadas de Pequim em 2008 ainda é um fator contra.

Madri está apostando que melhorou sua proposta depois de falhar quatro ano atrás, mas uma segunda Olimpíada europeia seguida depois de Londres em 2012 é algo que não está a favor da capital espanhola.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below