No G20, Lula e Obama travam disputa sobre Olimpíada de 2016

sexta-feira, 25 de setembro de 2009 21:59 BRT
 

Por Walter Brandimarte

PITTSBURGH (Reuters) - Um duelo esportivo entre os presidentes dos Estados Unidos, Barack Obama, e do Brasil, Luiz Inácio Lula da Silva, esquentou nesta sexta-feira sobre qual dos dois países --se é que um deles conseguirá-- irá sediar a Olimpíada de 2016.

Obama disse a Lula que trabalhará duro para derrotar o Rio de Janeiro e levar os Jogos para sua cidade, Chicago, especialmente após o governo brasileiro expressar sua preferência por caças franceses numa disputa que também conta com caças fabricados nos EUA.

Os dois presidentes se reuniram em Pittsburgh para o encontro de cúpula do Grupo dos 20, composto por países ricos e em desenvolvimento, onde eles concordaram em uma série de questões econômicas.

Mas Obama não pareceu muito contente com a preferência do governo brasileiro por caças Rafale, da francesa Dassault, numa disputa para a compra de 36 caças da qual a norte-americana Boeing também participa.

"Obama falou o seguinte: pelo fato de eu ter tido preferência pelos aviões franceses, que ele agora vai disputar para valer Chicago", disse Lula a jornalistas em Pittsburgh.

"Eu falei: pode ser sua segunda derrota."

Obama disse então que sua mulher, Michelle, pode ser "bastante convincente" na campanha por Chicago.

Michelle Obama deve ir a Copenhague para fazer campanha pela cidade norte-americana quando o Comitê Olímpico Internacional (COI) escolherá, em 2 de outubro, a sede dos Jogos de 2016 entre Rio de Janeiro, Chicago, Tóquio e Madri.   Continuação...