México retira candidatura para sediar Mundial de 2018 ou 2022

terça-feira, 29 de setembro de 2009 11:18 BRT
 

CIDADE DO MÉXICO (Reuters) - O México retirou na segunda-feira sua candidatura para organizar a Copa do Mundo de 2018 ou a de 2022 porque o país não poderá cumprir com as exigências estabelecidas pela Fifa devido a situação econômica mundial.

Em janeiro, a Federação Mexicana de Futebol (Femexfut) enviou a Fifa uma solicitação para concorrer a ser a sede de um dos dois eventos.

"A Federação informa que, uma vez consultadas todas as divisões profissionais que a compõe, decidiu se retirar oficialmente do processo de licitação da Fifa para organizar os Mundiais de 2018 e 2022", afirmou Decio de María, secretário geral da Femexfut.

"A decisão está fundamentada em duas premissas, o cenário econômico mundial e as exigências de investimento em infraestrutura própria e de terceiros", acrescentou De María. O país foi sede dos mundiais de 1970 e 1986.

Com a saída do México, os países interessados em organizar as Copas de 2018 ou de 2022 são Austrália, Bélgica e Holanda, Inglaterra, Indonésia, Japão, Coreia do Sul, Qatar, Rússia, Espanha e Portugal e Estados Unidos.

"As circunstâncias que vivemos não permitem estabelecer compromissos de investimento que permitam financiar as obras para a magnitude desde evento", explicou o diretor.

(Reportagem de Carlos Calvo)