2 de Outubro de 2009 / às 17:42 / em 8 anos

REPERCUSSÃO-Rio trará Olimpíada 2016 para América do Sul

<p>Brasileiros comemoram vit&oacute;ria do Rio de Janeiro para sede das Olimp&iacute;adas de 2016.Bruno Domingos</p>

SÃO PAULO (Reuters) - A cidade do Rio de Janeiro foi eleita sede dos Jogos Olímpicos de 2016 pelo Comitê Olímpico Internacional (COI) após votação realizada nesta sexta-feira em Copenhague, na Dinamarca.

A candidatura brasileira desbancou Madri (Espanha) na final. Chicago (EUA) e Tóquio (Japão) foram eliminadas nas duas primeiras rodadas de votação, respectivamente.

"Essa é a maior vitória da história do esporte brasileiro. Trazer a Olimpíada para América do Sul contra EUA, Espanha e Japão não é pouca coisa. Eu nunca perdi para os EUA, ganhei do (George W.) Bush em 2007 no Pan-Americano e do (Barack) Obama para as Olimpíadas", comentou Carlos Arthur Nuzman, presidente do Comitê Olímpico Brasileiro (COB), após o anúncio da escolha.

Veja abaixo a reação de atletas e ex-atletas à escolha do Rio.

PELÉ:

"Deus só me coloca em equipes vencedoras. Esta é uma vitória sem tamanho."

MAURREN MAGGI, ATLETISMO, OURO EM PEQUIM-08:

"Foi uma vitória merecida de uma cidade que lutou e acreditou e trabalhou intensamente. Me dá vontade de pensar em estender um pouco a carreira".

ROBERT SCHEIDT, VELA, OURO EM ATENAS-04 E ATLANTA-96, PRATA EM PEQUIM-08 E SYDNEY-00

"No âmbito econômico, receberemos vultosos investimentos diretos e indiretos para a infraestrutura e o turismo. O mais importante, porém, será a exposição positiva para o mundo do potencial do Brasil".

HORTÊNCIA, BASQUETE, PRATA EM ATLANTA-96:

"Graças a Deus! Agora, sete anos de uma mudança geral. Vai ser um outro país esportivo. Demos um show aqui. Eles vieram para ganhar e ganharam. Eu acho que agora é um momento de a gente aproveitar que a nação sul-americana vai estar engajada nesta Olimpíada, mostrar para o mundo que o Brasil é muito melhor que eles percebem, e a Olimpíada é uma maneira de mostrar isso."

LARS GRAEL, VELA, MEDALHA DE BRONZE EM SEUL-88 E ATLANTA-96:

"Foi bacana. Muito legal. Acho que agora que o Rio celebra esta conquista, resta muito mais que preparar uma Olimpíada. É preparar o Brasil para ser um país olímpico, o que é o mais difícil... Termos uma forma de atitude de todo o povo brasileiro numa busca a uma sociedade mais justa e levar o esporte para a escola. Deveríamos começar a olhar para a base e tudo o que é a escola".

DANTE, VÔLEI, OURO EM ATENAS-04 E PRATA EM PEQUIM-08:

"Chegou a vez do Brasil. Depois dos Jogos Pan-Americanos e da Copa do Mundo, em 2014, as Olimpíadas. Os Jogos Olímpicos no Brasil vão ser um sucesso, com certeza, e o país vai crescer muito, antes e depois da realização do evento. Todas as cidades do mundo querem receber as Olimpíadas, vencemos candidatas muito fortes, de países de muita expressão, e essa é uma vitória importante para o povo brasileiro, mostra que fizemos um bom trabalho e que podemos fazer algo para marcar na história. O brasileiro está feliz e, em 2016, tenho certeza de que vamos ter um evento maravilhoso no Brasil."

LEILA, VÔLEI E VÔLEI DE PRAIA, BRONZE EM ATLANTA-96 E SYDNEY-00:

"O esporte brasileiro agradece porque a partir de hoje a gente começa a escrever outra história do esporte brasileiro. E muita emoção. Vamos fazer uma olimpíada organizada, estruturada, e tenho certeza que o Brasil vai dar novamente um show de organização, como deu no Pan (no Rio de Janeiro, em 2007)".

FLAVIO CANTO, JUDÔ, BRONZE EM ATENAS-04:

"É um sonho se realizando. Acho que é o momento mais importante da história do esporte olímpico brasileiro, é o dia mais importante hoje. Agora a gente tem seis anos para transformar essa Olimpíada num marco para a história da cidade, para a história do país."

ANDERSON VAREJÃO, BASQUETE

"Foi a melhor notícia do ano para o esporte brasileiro. Sediar os Jogos Olímpicos é uma conquista sem tamanho, receber as Olimpíadas de 2016 é uma vitória que tem que ser comemorada e muito pelos brasileiros. Morei em Barcelona e vi o quanto o povo agradece aos Jogos de 1992 pela transformação por que a cidade passou, pela herança positiva de estrutura e de crescimento esportivo que as Olimpíadas deixaram. Temos tempo e capacidade suficientes para fazer dos Jogos de 2016 a maior edição olímpica de todos os tempos. Nos Jogos de 2016, vou ter 33 anos e espero estar em quadra defendendo a seleção brasileira no Rio de Janeiro."

MARCELINHO, VÔLEI, PRATA EM PEQUIM-08:

"É uma vitória histórica para o país. Foram muitos anos sonhando com os Jogos e, agora, o Brasil tem a chance de mostrar ao mundo que pode organizar muito bem uma competição desse porte. Teremos o melhor do esporte mundial no Rio de Janeiro e todos os setores saem ganhando com essa escolha: turismo, economia, saúde, educação, todas as áreas que devem e precisam receber uma atenção especial em função da vinda desse evento."

EMANUEL, VÔLEI DE PRAIA, OURO EM ATENAS-04 E BRONZE EM PEQUIM-08:

"Ser escolhida sede das Olimpíadas é uma chance de se alcançar a excelência no esporte. Receber os Jogos é uma prova de respeito do mundo e uma enorme responsabilidade, uma honra que não tem tamanho. Além de comemorar esta conquista, é preciso valorizar e muito o trabalho e a dedicação de todos que tornaram esse sonho possível".

RICARDO, VÔLEI DE PRAIA, OURO EM ATENAS-2004, PRATA EM SYDNEY-00 E BRONZE EM PEQUIM-08:

"Receber as Olimpíadas é uma enorme responsabilidade para um país. Estive em três edições de Jogos Olímpicos (...) e vi o quanto é fundamental planejamento e o envolvimento do povo para que o evento seja um sucesso. O Brasil vai se preparar, se estruturar, porque nada pode falhar, os olhos do mundo estão voltados para o evento. Ser sede dos Jogos Olímpicos é uma oportunidade de projetar ainda mais o nosso país para o mundo."

GUSTAVO KUERTEN, TÊNIS:

"A gente cumpriu com todos os deveres, se organizou bem e acho que é uma etapa que foi vencida. Acho que mais está por vir, é uma oportunidade única. Agora é só a gente ainda ir modificando algumas coisas que são importantes e aprendendo também com essas experiências. Sem dúvida nenhuma, amanhã já o Brasil vai acordar com outra motivação, com um banho de autoestima".

DANIELE HYPÓLITO, GINÁSTICA:

"O Rio de Janeiro merecia ter sido escolhido porque era a terceira tentativa. Chegou a vez do Rio, chegou a vez do Brasil".

LEANDRINHO, BASQUETE

"A vitória do Rio de Janeiro (...) já mostra a força e responsabilidade de um projeto que virou realidade. Tenho certeza que será um sucesso a realização de uma Olimpíada no Brasil e que deixará um legado extraordinário para o Rio de Janeiro. Depois do êxito dos Jogos Pan-Americanos do Rio de Janeiro agora chegou a vez de mostrarmos a nossa competência na realização de um evento mundial."

THIAGO PEREIRA, NATAÇÃO

"É muito bom saber que poderemos competir em casa, com o apoio da torcida. O brasileiro merecia isso. Ter acompanhado todo o processo aqui dos Estados Unidos me deixou mais emocionado e orgulhoso ainda".

CLODOALDO SILVA, NATAÇÃO PARAOLÍMPICA, 6 OUROS ATENAS-04

"Assim como aquelas pessoas que votaram no Brasil, eu sempre acreditei que nós tínhamos condições de sediar uma edição dos Jogos Olímpicos e Paraolímpicos. É o maior evento do planeta. Em 2016, o Brasil vai se tornar, de uma vez por todas, uma potência mundial no esporte".

Reportagem de Hugo Bachega e Camila Moreira em São Paulo e de Rodrigo Viga Gaier no Rio de Janeiro

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below