Para Dilma, Brasil atinge novo patamar com Olimpíada

sexta-feira, 2 de outubro de 2009 15:26 BRT
 

RIO DE JANEIRO (Reuters) - A ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff, afirmou que a vitória da cidade do Rio de Janeiro para sediar a Olimpíada de 2016 é uma demonstração de que o país está sendo reconhecido internacionalmente e atingiu um novo patamar no cenário mundial.

"O Brasil está hoje em um outro patamar. O Brasil conquistou um patamar na América Latina e no ambiente internacional. Acima dos nossos problemas, eles (o mundo) passaram a ver as nossas realizações e nosso potencial", disse Dilma, que creditou a vitória brasileira à liderança do presidente Luiz Inácio Lula da Silva e à união entre as três esferas de governo.

"Seremos uma grande potência internacional na próxima década", disse Dilma a jornalistas em entrevista coletiva após o anúncio da vitória da cidade, em votação realizada em Copenhague, Dinamarca. "A vitória foi uma goleada", complementou.

Dilma não largou em nenhum momento uma medalhinha com imagem da cidade, que beijava a todo momento durante a torcida pela vitória do Rio. Após o anúncio, foi carregada no colo pelos demais torcedores.

"Temos que reconhecer também que temos a sorte de ter uma cidade como o Rio de Janeiro. Na hora que ela aparece, não há quem não se emocione", disse a ministra.

Dilma declarou ainda que pretende fortalecer a Advocacia-Geral da União (AGU) para garantir a transparência do uso dos recursos públicos na preparação para os Jogos.

"O governo não vai faltar nos Jogos Olímpicos, vamos usar todos os recursos que o país tem....vamos manter estudos importantes para que o gasto público seja mais eficaz", afirmou.

Ela acenou também com a possibilidade de criar um PAC Olímpico, mas não deu detalhes.

(Por Rodrigo Viga Gaier)