Lula: recursos para Olimpíada devem ser vistos como investimento

segunda-feira, 5 de outubro de 2009 08:54 BRT
 

BRASÍLIA, 5 de outubro (Reuters) - O presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse nesta segunda-feira no programa Café com o Presidente que os recursos a serem destinados à realização das Olimpíadas de 2016 no Rio de Janeiro devem ser encarados como investimento e não como gastos.

"Nós temos que perguntar não quanto o Brasil vai gastar, mas quanto o Brasil vai ganhar com a realização das Olimpíadas. É acreditando assim que a gente vai fazer uma grande Olimpíada", disse Lula no programa veiculado em rádios.

"Ao invés de a gente utilizar a palavra gasto, nós precisamos utilizar a palavra investimento", completou, mencionando que as obras necessárias aos jogos vão permitir a melhoria da qualidade de vida da cidade do Rio de Janeiro.

A proposta da candidatura aos Jogos Olímpicos prevê gastos de 28,8 bilhões de reais com obras de infra-estrutura para os jogos sendo que quase 25 bilhões provenientes dos cofres públicos. Mesmo o Rio de Janeiro tendo sediado os jogos Pan-Americanos em 2007, os projetos necessários para os Jogos Olímpicos ainda estão no papel. Lula comentou ainda que, antes, o país vai se preparar para a Copa de 2014.

O presidente, que assistiu ao resultado da escolha da cidade-sede das Olimpíadas em Copenhague, na Dinamarca, na sexta-feira, está nesta segunda-feira na Bélgica em visita oficial. O Rio disputou com Chicago, Madri e Pequim. A vitória do Rio marca a realização da primeira Olimpíada na América do Sul.

O presidente disse ainda que, conquistado o direito de sediar a Olimpíada de 2016, o desafio é preparar os atletas brasileiros que irão competir para ampliar o desempenho nos jogos.

Lula destacou que o governo precisará envolver os empresários para adotar atletas além de chamar todas as entidades que representam os esportes olímpicos para que apresentem um plano de metas para o Brasil chegar na Olimpíada mais forte.

"Nós agora temos mais responsabilidade e nós precisamos começar a nos preparar mais e melhor para (as Olimpíadas de) 2012 na Inglaterra, e já começar a preparar o Brasil para 2016", afirmou.

O Brasil nunca conquistou mais do que cinco medalhas de ouro numa mesma olimpíada.

Ele voltou a dizer que não estará na Presidência na época dos jogos. "Eu só tenho mais um ano e três meses de mandato, mas eu tenho certeza que quem vier a governar o Brasil, os Estados ou os municípios sabem da importância de se realizar uma Olimpíada no Brasil, e, portanto, eu acho que todos vão ter a disposição de fazer o melhor possível", destacou Lula, cujo mandato vai até o final de 2010.

(Reportagem de Ana Paula Paiva)

 
<p>O presidente Luiz In&aacute;cio Lula da Silva posa com o rei belga Albert II, em Bruxelas. Luladisse nesta segunda-feira no programa Caf&eacute; com o Presidente que os recursos a serem destinados &agrave; realiza&ccedil;&atilde;o das Olimp&iacute;adas de 2016 no Rio de Janeiro devem ser encarados como investimento e n&atilde;o como gastos.05/10/2009.REUTERS/Francois Lenoir</p>