Grã-Bretanha precisa de Beckham para conquistar Copa de 2018

quarta-feira, 7 de outubro de 2009 15:25 BRT
 

Por Mitch Phillips

LONDRES (Reuters) - A campanha da Grã-Bretanha para sediar a Copa do Mundo de 2018 está perdendo fôlego e precisa da ajuda de David Beckham, disse Jack Warner, presidente da Concacaf e membro-executivo da Fifa, nesta quarta-feira.

Mas o presidente do comitê de campanha Lord Triesman disse que seu grupo está simplesmente levando em conta o aviso anterior de Warner de "escutar atentamente" depois dos erros da campanha fracassada para o mundial de 2006, quando a abordagem da Grã-Bretanha foi criticada por ser arrogante.

A Grã-Bretanha é uma das dez candidatas ao torneio de 2018, mas Warner disse que o país não está conseguindo tirar proveito de seus atributos e que nações como Espanha e Rússia estão causando uma ótima primeira impressão.

"A Grã-Bretanha tem a melhor infraestrutura, a melhor liga e o melhor histórico do mundo, e quando vejo tudo isso me pergunto por que não está se saindo melhor", disse Warner na conferência dos Líderes do Futebol no estádio do Chelsea nesta quarta-feira.

"Meus colegas estão dizendo que as pessoas que os procuram são peso-leve. Eles precisam ser criativos e inovadores. Eu levaria David Beckham, por exemplo, faria dele meu embaixador. Ele tem prestígio."

A África do Sul vai sediar a Copa de 2010 e o Brasil organizará o mundial de 2014.

A Fifa irá decidir a sede do torneio de 2018 em dezembro do ano que vem, mas Warner disse que os últimos seis meses são irrelevantes, pois os membros-executivos já terão tomado sua decisão.

"As pessoas dizem que é uma maratona --corta essa, é uma prova de 100 metros rasos, eles (a Grã-Bretanha) precisam começar a se mexer", disse Warner.

 
<p>Foto de arquivo de David Beckham ap&oacute;s amistoso entre Inglaterra e Eslov&aacute;quia em Londres. Gr&atilde;-Bretanha precisa de Beckham para conquistar Copa de 2018. REUTERS/Eddie Keogh</p>