Volta de Adriano à Europa não pode ser descartada, diz assessor

quarta-feira, 7 de outubro de 2009 20:00 BRT
 

Por Rodrigo Viga Gaier

RIO (Reuters) - O assédio ao atacante Adriano até o fim do ano será inevitável e uma volta ao futebol europeu na janela de transferências internacionais não pode ser descartada, avaliou nesta quarta-feira um assessor do jogador, após informações divulgadas por um jornal italiano sobre o suposto interesse do Milan no brasileiro.

O assessor do atacante frisou, no entanto, que Adriano está focado no Flamengo e na Seleção Brasileira, mas à medida que o jogador recupera a alegria de jogar e o bom futebol, as propostas e sondagens tendem a aumentar.

"A gente sabe que essa procura é inevitável, mas se vai sair eu não sei", disse à Reuters o assessor do atacante, Flávio Pinto.

Segundo ele, na janela de transferências do meio do ano, o jogador já começou a receber algumas sondagens de clubes do exterior e acrescentou que "há pessoas que podem querer repatriar o jogador na janela do fim do ano".

O jornal italiano Corriere dello Sport, em sua edição na Internet desta quarta-feira, informou que o Milan estaria tentando a contratação do jogador.

O jornal divulgou que um representante do Milan estaria no Brasil para as primeiras conversas com Adriano, que está servindo a seleção nas últimas rodadas das eliminatórias para a Copa de 2010.

"O Adriano não desconsidera o retorno à Europa, mas a decisão será tomada quando houver uma proposta concreta. Tem que olhar a questão financeira, o time que vai fazer a proposta, a proposta do time e o objetivo do jogador", declarou Pinto.

O emissário do Milan teria ficado impressionado com a atuação de Adriano na vitória sobre o Fluminense no domingo, pelo Campeonato Brasileiro.   Continuação...

 
<p>Volta do atacante Adriano, atualmente no Flamengo, &agrave; Europa n&atilde;o pode ser descartada, disse seu assessor. REUTERS/Bruno Domingos</p>