11 de Outubro de 2009 / às 13:27 / em 8 anos

Kobayashi substitui "carrasco" Timo Glock no GP Brasil

Por Alan Baldwin

<p>O piloto japon&ecirc;s Kamui Kobayashi estrear&aacute; na F&oacute;rmula 1 no GP Brasil, no pr&oacute;ximo fim de semana, depois de a Toyota ter descartado neste domingo usar o alem&atilde;o Timo Glock devido a uma les&atilde;o nas costas. REUTERS/Ina Fassbender (GERMANY)</p>

LONDRES (Reuters) - O piloto japonês Kamui Kobayashi estreará na Fórmula 1 no GP Brasil, no próximo fim de semana, depois de a Toyota ter descartado neste domingo usar o alemão Timo Glock devido a uma lesão nas costas.

Segundo a equipe, o piloto titular também é dúvida para a última prova da temporada, em Abu Dhabi, no dia 1o de novembro.

Glock bateu forte e sofreu um corte em sua perna no treino classificatório para o Grande Prêmio do Japão, em Suzuka, no dia 3 de outubro, após não participar do treino de sexta-feira devido a febre e um forte resfriado.

Glock foi o piloto ultrapassado pelo britânico Lewis Hamilton na última curva do GP Brasil do ano passado, fato que tirou o título mundial do brasileiro Felipe Massa e deixou o campeonato nas mãos do piloto da McLaren.

A Toyota afirmou que exames médicos na Alemanha mostraram que ele quebrou uma vértebra quando bateu de frente com a barreira de pneus no Japão.

“Obviamente todos na equipe estão muito decepcionados e sentem por Timo. Desejamos que ele se recupere muito rapidamente,” afirmou o presidente de esportes a motor da Toyota, John Howett, em comunicado.

“Baseado no diagnóstico inicial, esperávamos que Timo voltasse no Brasil, mas infelizmente uma lesão diferente foi revelada e impedirá,” acrescentou.

Piloto reserva, Kobayashi, de 23 anos, substituiu Glock no treino de sexta-feira para o GP do Japão.

“É uma tarefa difícil para ele, mas ele sabe que a equipe dará apoio completo e sabemos que ele está motivado para tirar o máximo desse inesperada oportunidade,” afirmou Howett.

A participação de Kobayashi em Interlagos dobrará o número de japoneses no grid, uma vez que Kazuki Nakajima, da Williams, é atualmente o único representante do país.

Nakajima ainda não marcou pontos nesta temporada, após 15 corridas.

Na prova de Cingapura, em 27 de setembro, Glock ficou em segundo lugar, mas seu futuro na Toyota ainda é incerto, com Howett tendo sugerido que a equipe pode optar por uma nova dupla de pilotos em 2010.

Reportagem de Alan Baldwin

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below