Imprensa peruana diz que juiz roubou partido contra Argentina

domingo, 11 de outubro de 2009 16:50 BRT
 

LIMA (Reuters) - A imprensa do Peru acusou neste domingo o árbitro boliviano René Ortube de "roubar" na partida em que a Argentina bateu os peruanos nos acréscimos e manteve as chances de garantir vaga na Copa do Mundo do ano que vem.

O Peru, que já não tinha chance de ir ao Mundial, perdeu por 2 x 1 com um gol do veterano Martín Palermo, quando a partida já estava nos acréscimos.

"Nos roubaram", disse na manchete de capa o jornal Peru 21, que considerou que Ortube deixou de marcar dois "pênaltis claros" a favor do Peru, que não disputa uma Copa do Mundo desde 1982.

A imprensa esportiva do Peru afirmou que Ortube deixou de marcar uma falta dentro da área a favor dos peruanos, quando o zagueiro argentino Federico Insúa teria bloqueado com a mão um chute do peruano Nolberto Solano.

O lance, segundo a imprensa peruana, poderia ter mudado a história da partida.

"Da mão de Deus à mão de um sem-vergonha", escreveu o jornal La Republica em sua página esportiva, para resumir a atuação do árbitro boliviano, que apitou o final do jogo no momento em que o Peru atacava e tinha um atacante dentro da grande área argentina.

Outros jornais criticaram o treinador da seleção peruana, José "Chemo" Del Solar, que fez uma substituição momentos antes do gol de Palermo que, para os críticos, desarrumou a defesa do Peru.

"Erro do técnico permite à Argentina vencer por 2 x 1", disse o El Comercio. Foi a "mão de Chemo", acrescentou o jornal.

Apesar da derrota, a imprensa peruana destacou a atuação de seus jogadores por terem colocado em apuros a Argentina do técnico Diego Maradona.

A Argentina, que tem 25 pontos na eliminatória para a Copa do Mundo, terá um jogo decisivo na quarta-feira contra o Uruguai, que tem 24 pontos e ainda sonha com uma vaga direta no Mundial.

(Por Marco Aquino)