Hackers peruanos invadem página de Maradona na Internet

segunda-feira, 12 de outubro de 2009 17:12 BRT
 

BUENOS AIRES/LIMA (Reuters) - Uma foto de Diego Maradona chorando junto a outra imagem da seleção de futebol do Peru e uma música popular do país andino foram colocadas por hackers peruanos na página oficial na Internet do atual técnico da seleção argentina de futebol, informou a imprensa nesta segunda-feira.

A ação aconteceu logo depois que supostos hackers argentinos atacaram no sábado a página oficial da Federação Peruana de Futebol (FPF) momentos antes do jogo que a Argentina venceu o Peru por 2x1 e manteve a possibilidade de se classificar para a Copa do Mundo de 2010 na África do Sul.

Na página de Maradona, os intrusos debocharam do susto que a Argentina levou do Peru.

"Para o maior chorão de todos os tempos --nos venceram no futebol, mas nós os vencemos na rede", mostrava a legenda abaixo da foto de Maradona, chorando com a camiseta do Boca Juniors.

Na parte inferior da página, há uma foto da seleção peruana com a frase "Viva o Peru", com um link que permitia escutar a canção peruana "Y se llama Perú", interpretada pelo cantor Arturo "Zambo" Cavero, um dos mais populares do país andino, que morreu na semana passada.

Maradona passou da decepção às lágrimas de emoção no jogo entre sua equipe e a seleção peruana no Estádio Monumental do River Plate.

A decepção ficou marcada nos gestos e no rosto de Maradona quando a seleção argentina ganhava de 1x0 e o Peru empatou no fim do segundo tempo.

Dois minutos mais tarde, o campeão do mundo em 1986 chorou de emoção e mergulhou no gramado molhado quando Martín Palermo marcou o gol da vitória sob uma chuva torrencial.

No ataque contra a página oficial na Internet da Federação Peruana de Futebol, os supostos hackers argentinos colocaram uma foto com modelos de costas vestindo a camisa da seleção argentina e uma legenda instando os peruanos para que se preparassem para chorar por uma derrota em Buenos Aires.   Continuação...

 
<p>Maradona chuta a bola durante sess&atilde;o de treinos em Buenos Aires, na Argentina. Hackers peruanos invadiram a p&aacute;gina oficial na Internet do atual t&eacute;cnico da sele&ccedil;&atilde;o argentina. A a&ccedil;&atilde;o aconteceu depois de um ataque similar &agrave; p&aacute;gina oficial da Federa&ccedil;&atilde;o Peruana de Futebol (FPF) pouco antes do jogo em a Argentina venceu o Peru por 2X1. REUTERS/Marcos Brindicci</p>