Eslováquia vai à Copa do Mundo pela primeira vez

quarta-feira, 14 de outubro de 2009 18:36 BRT
 

Por Mitch Phillips

LONDRES (Reuters) - A Eslováquia se classificou pela primeira vez na história para uma Copa do Mundo ao vencer a Polônia por 1 x 0 na última rodada das eliminatórias da Europa para o Mundial de 2010, nesta quarta-feira, enquanto Eslovênia e Ucrânia foram para a repescagem.

Atualmente 26a colocada do ranking, a Eslováquia conseguiu a vaga direta no Mundial e vai festejar sua primeira participação num grande torneio internacional desde que passou a jogar como um país independente, em 1994.

A derrota de sábado para a Eslovênia foi apenas um susto, já que a vitória por 1 x 0 desta quarta-feira assegurou a primeira posição da chave. A outra vaga direta em jogo na última noite de ação das eliminatórias europeias ficou com a Suíça.

A repescagem, disputada em partidas de ida e volta, será em 14 e 18 de novembro. Os confrontos serão sorteados pela Fifa na segunda-feira, com os cabeças-de-chave decididos de acordo com o ranking mundial dos países.

Portugal, Rússia, França e Grécia são os prováveis pré-definidos para enfrentar Ucrânia, Irlanda, Bósnia e Eslovênia.

A Espanha goleou a Bósnia por 5 x 2 fora de casa para completar uma campanha perfeita com 10 vitórias em 10 jogos. A Holanda, que venceu seus oito jogos num grupo com menos times, foi a única outra seleção com 100 por cento de aproveitamento.

A Itália, atual campeã do mundo, que garantiu a vaga no sábado ao vencer a Irlanda, estava perdendo por 2 x 0 em casa para o Chipre, até que Alberto Gilardino marcou três vezes nos últimos 13 minutos para selar a vitória por 3 x 2.

A Alemanha também precisou de um gol no fim, marcado por Lukas Podolski, para salvar um empate por 1 x 1 com a Finlândia, em outra partida sem qualquer vaga em jogo.

A Inglaterra, que venceu seus oito primeiros jogos até ser derrotada pela Ucrânia no sábado, encerrou sua participação com uma vitória por 3 x 0 sobre Belarus, com dois gols marcados pelo atacante Peter Crouch.

 
<p>Jogadores da Eslov&aacute;quia celebram vaga in&eacute;dita &agrave; Copa do Mundo. REUTERS/Peter Andrews</p>