15 de Outubro de 2009 / às 21:01 / 8 anos atrás

Barrichello prevê "faíscas" entre Massa e Alonso na Ferrari

<p>Rubens Barrichello, da Brawn GP, diz prever "fa&iacute;scas" entre Felipe Massa e Fernando Alonso na Ferrari. REUTERS/Paulo Whitaker</p>

Por Camila Moreira

SÃO PAULO (Reuters) - Felipe Massa terá um ano bastante delicado na Ferrari em 2010 ao lado do bicampeão mundial Fernando Alonso, com perigo de sair “faíscas”, de acordo com o ex-piloto da escuderia italiana Rubens Barrichello.

O espanhol, atualmente na Renault, já fechou contrato com a equipe italiana para ser companheiro do brasileiro, que ainda se recupera do acidente sofrido na classificação do Grande Prêmio da Hungria e terá que ver a corrida no Brasil, no domingo, de longe, contentando-se em dar a bandeirada para o vencedor.

“Será uma dupla latina. Já dá para ver um pouco mais do que se tivesse dois finlandeses, com certeza você consegue ver um pouco mais de faísca. São dois pilotos supercompetitivos,” afirmou Barrichello, atualmente na Brawn, nesta quinta-feira.

“Acho que o Felipe já mostrou o talento que tem. Agora, se eu tivesse que nomear o melhor piloto da atualidade, tirando eu, é o Alonso. Ele (Massa) já deu tudo de si e acho que pode combater o Alonso, mas na minha opinião vai ser mais difícil do que o Kimi (Raikkonen, companheiro de Massa na Ferrari)”, acrescentou.

Giancarlo Fisichella, que substituiu Massa na Ferrari após o acidente em que o brasileiro foi atingido na cabeça por uma mola, tem uma visão privilegiada da situação. Ele foi companheiro de Massa na Sauber em 2004 e de Alonso na Renault em 2005 e 2006, justamente quando o espanhol conquistou seus dois títulos da Fórmula 1.

“O Fernando é um excelente piloto, muito focado, quer o campeonato e é consistente no carro, sobretudo na classificação”, resumiu o italiano. “Com Alonso foi fantástico, ganhamos o campeonato, um carro muito competitivo.”

Ele, entretanto, furtou-se de dar qualquer dica a Massa. “Felipe não precisa de nenhum conselho, ele é um ótimo piloto que se deu muito bem na Ferrari. Se a Ferrari for mais rápida (no ano que vem), ambos terão a chance de ganhar o campeonato.”

O primeiro sinal das faíscas citadas por Barrichello começaram a surgir nesta semana, quando Massa afirmou que Alonso com certeza sabia da manipulação armada pela Renault para beneficiar o espanhol no GP de Cingapura do ano passado, o que o ajudou a conquistar a vitória.

Alonso nega qualquer participação no escândalo, que envolveu um acidente intencional do ex-piloto da Renault Nelsinho Piquet sob ordem do então chefe da escuderia, Flavio Briatore, que foi banido do esporte.

O espanhol fez questão de tentar apagar qualquer rusga nesta quinta-feira, optando pelo discurso de equipe. “Vamos ser uma equipe muito forte. Na Ferrari todos somos parte de uma mesma família, querendo que a Ferrari seja a melhor equipe e ganhe corridas.”

Ele afirmou que ainda não conversou com Massa desde o anúncio de sua contratação, mas que espera que isso aconteça aqui no Brasil, já que também pretende conversar com ele para obter informações sobre a experiência do brasileiro na equipe italiana.

Depois da primeira acusação, Massa esclareceu seus comentários sobre Alonso no site da Ferrari.

“O que eu disse foi resultado da minha intuição e não tem base em qualquer evidência concreta. O Conselho Mundial da FIA anunciou que não há evidências de que Fernando tenha sido informado do que aconteceu e eu respeito essa decisão,” afirmou o brasileiro

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below