Alonso diz que comentários de Massa não vão prejudicar relação

quinta-feira, 15 de outubro de 2009 18:00 BRT
 

Por Alan Baldwin

SÃO PAULO (Reuters) - Fernando Alonso minimizou nesta quinta-feira a importância dos comentários feitos por seu futuro companheiro de equipe na Ferrari, Felipe Massa, sobre a armação da Renault no ano passado, e garantiu que a relação entre eles será boa em 2010.

Massa provocou polêmica antes do Grande Prêmio do Brasil de domingo ao afirmar na quarta-feira que Alonso sabia da manipulação armada pela Renault para beneficiar o espanhol na corrida de Cingapura.

Alonso nega qualquer participação no escândalo, que envolveu um acidente intencional do ex-piloto da Renault Nelsinho Piquet sob ordem do então chefe da escuderia, Flavio Briatore, que foi banido do esporte como suspensão.

A Federação Internacional de Automobilismo (FIA) também afirma que não há razão para acreditar que Alonso teve qualquer envolvimento na armação.

"Eu não estava envolvido em nada, eu não sabia de nada, não há dúvida. Não dei muita atenção", disse Alonso a repórteres nesta quinta-feira, quando perguntado sobre os comentários de Massa.

"Isso não vai afetar nada, nem a mim nem o relacionamento. Na verdade, eu acho que será ótimo", acrescentou o espanhol.

Alonso, que será o companheiro de Massa na Ferrari em 2010, no lugar do finlandês Kimi Raikkonen, acrescentou: "Na Ferrari o grupo é mais importante que o individual, todo mundo é parte da equipe, uma grande família. Acho que será um grupo bom e seremos uma equipe muito forte na próxima temporada, com Felipe e eu".

Depois da primeira acusação, Massa esclareceu seus comentários sobre Alonso no site da Ferrari.   Continuação...

 
<p>O piloto de F1 Fernando Alonso chega para o primeiro treino em Interlagos. Fernando Alonso minimizou nesta quinta-feira a import&acirc;ncia dos coment&aacute;rios feitos por seu futuro companheiro de equipe na Ferrari, Felipe Massa, sobre a arma&ccedil;&atilde;o da Renault no ano passado, e garantiu que a rela&ccedil;&atilde;o entre eles ser&aacute; boa em 2010.16/10/2009,.REUTERS/Paulo Whitaker</p>