18 de Outubro de 2009 / às 18:08 / 8 anos atrás

Button garante primeiro título da F1 com 5o lugar no Brasil

<p>Jenson Button abra&ccedil;a seu pai ap&oacute;s conquistar seu primeiro t&iacute;tulo mundial de F&oacute;rmula 1, depois de terminar em quinto lugar no Grande Pr&ecirc;mio do Brasil.Rickey Rogers</p>

Por Camila Moreira

SÃO PAULO (Reuters) - Deu tudo certo para Jenson Button neste domingo e o inglês garantiu com antecedência o título da Fórmula 1 depois de terminar o Grande Prêmio do Brasil em quinto lugar.

Ainda no carro ele levantou os braços para o alto e comemorou o título cantando "We are the champions" no rádio. Depois, pulou em cima do carro, comemorou na frente dos fotógrafos e abraçou quem passava à sua frente. No pit lane, Ross Brawn deu um sorriso discreto com o resultado, que garantiu também o título de construtores para a Brawn GP.

Rubens Barrichello, que havia largado da pole, viu suas chances se desmancharem completamente com um pneu furado já no final da prova e terminou em oitavo lugar. Único outro concorrente pelo título, Sebastian Vettel, da Red Bull, ficou em quarto.

O vencedor da corrida em Interlagos foi Mark Webber, da Red Bull, seguido de Robert Kubica, da Sauber, e de Lewis Hamilton, da McLaren.

Com esse resultado, Button chegou a 89 pontos no campeonato, seguido de Vettel com 74 e Barrichello com 72. Faltando apenas uma corrida, em Abu Dhabi, ele não pode mais ser alcançado.

Em uma corrida emocionante cheia de ultrapassagens e incidentes, Button foi agressivo quando pôde e soube controlar o resultado quando necessário para garantir o troféu faltando ainda uma corrida para o final da temporada.

Barrichello assim não conseguiu mudar a sina em sua corrida em casa neste domingo e o seu melhor resultado no Brasil continua sendo o terceiro lugar conquistado em 2004. Ele cumprimentou Button ainda na pista, postando seu carro lado a lado com o do inglês.

A corrida começou bastante complicada e a primeira volta nem tinha terminado quando o safety car entrou na pista devido a um incidente entre Adrian Sutil, da Force India, e Jarno Trulli, da Toyota. Após a batida, os dois pilotos ainda discutiram nos gramados de Interlagos. Fernando Alonso, da Renault, também teve que abandonar a prova devido ao acidente.

Kimi Raikkonen, que estava com o bico de sua Ferrari danificado, aproveitou a entrada do safety car para ir aos boxes, mas na saída seu carro acabou pegando fogo enquanto logo à sua frente Heikki Kovalainen partia com a mangueira de abastecimento ainda conectada a seu McLaren.

Os dois conseguiram voltar e o safety car deixou a pista na 5a volta, com Barrichello ainda na liderança e Button em nono. Sabendo que precisava do máximo de pontos possível, o inglês então partiu para o ataque, e logo assumiu a sétima posição.

Entretanto, ele encontrou dificuldades para ultrapassar Kamui Kobayashi, da Toyota. O japonês não facilitou e Button acabou perdendo tempo atrás dele.

Visando abrir a maior vantagem possível sobre Mark Webber, da Red Bull, antes de ir para os boxes, Barrichello cravou voltas mais rápidas da prova uma após a outra. O piloto brasileiro fez seu primeiro pit stop na 21a volta e voltou no meio do pelotão, em nono lugar, com Vettel à sua frente.

Button conseguiu avançar para a segunda posição depois de muita briga com Kobayashi, finalmente ultrapassando o japonês na 25a volta. Enquanto isso, Webber foi aos boxes e ainda assim voltou em primeiro lugar.

Na 30a volta Button fez seu primeiro pit stop, voltando em 10o lugar, com Barrichello pulando para quarto e sofrendo forte pressão de Lewis Hamilton, da McLaren. Pouco depois Kazuji Nakajima tocou na traseira de Kobayashi e perdeu o controle de seu Williams, batendo contra a proteção de pneus.

Faltando 30 voltas para o final, Webber ainda liderava a prova, seguido de Kubica e Barrichello, com Button em sexto.

O brasileiro faz o seu segundo pit stop na 51a volta, voltando à frente de Hamilton, em sexto lugar, deixando Button em terceiro. Uma volta depois Webber também foi aos boxes, e mais uma vez conseguiu voltar na liderança.

O segundo pit de Button foi na 55a volta, e em seu retorno ainda teve que brigar por posição com Kovalainen, ficando em sétimo. Após a entrada de Vettel, Barrichello ficou em terceiro lugar, duas posições à frente do alemão.

A 10 voltas do final, entretanto, Barrichello perdeu uma posição para Hamilton e caiu para o quarto lugar. Logo em seguida os boxes o avisaram que ele tinha um pneu furado e a oito voltas do final ele teve que fazer um terceiro pit stop, destruindo de vez suas chances de subir ao pódio.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below