Barrichello segura lágrimas e lamenta resultado no GP Brasil

domingo, 18 de outubro de 2009 18:36 BRST
 

Por Camila Moreira

SÃO PAULO (Reuters) - Decepção. Foi assim que Rubens Barrichello descreveu o oitavo lugar com que terminou o Grande Prêmio do Brasil neste domingo e o fim da luta pelo título do campeonato de Fórmula 1.

"Hoje não era para ser. Como um bom ganhador, também sou um bom perdedor, e nesse momento de desapontamento é a hora que tem que sair de cabeça erguida", disse o piloto da Brawn após a corrida, ainda emocionado --ele teve que interromper a entrevista por alguns momentos, quando começou a chorar.

"Lógico, tem um buraco dentro do estômago porque afinal de contas é uma luta muito grande para ganhar em casa. Saio daqui chateado, mas de cabeça erguida, saímos daqui com o dever cumprido."

Barrichello sabia que essa era uma de suas melhores chances de conquistar o título da Fórmula 1. Mas elas eram pequenas. Com o quinto lugar no Brasil, seu companheiro de equipe Jenson Button garantiu o título com uma corrida de antecipação.

O piloto que cresceu vizinho do autódromo de Interlagos também sabia que, largando da pole, essa era uma grande oportunidade de vencer em casa, algo que ele nunca conseguiu em seus 17 anos de carreira --seu melhor resultado continua sendo o terceiro lugar conquistado em 2004.

"O carro não era competitivo suficiente, colocaram muita gasolina para eu tentar ficar na pista por mais tempo, e aquilo de certa forma detonou o pneu. A gente lutou bastante, mas tem que saber perder num momento desses", disse um conformado Barrichello.

Em uma corrida atribulada, cheia de acidentes, Barrichello viu qualquer chance que ainda pudesse ter acabar de vez já no final, quando seu pneu furou. Apesar disso, ele se recusa a falar em azar.

"Não existe azar em cima de um problema técnico. Isso é fraqueza, principalmente do brasileiro, achar que existe azar em cima de alguma coisa. Na minha opinião não existe azar e sorte, existe trabalho e problemas que ocorrem, principalmente humanos, e hoje foi um pneu furado."   Continuação...

 
<p>O piloto Rubens Barrichello cumprimenta Felipe Massa, em Interlagos. Decep&ccedil;&atilde;o. Foi assim que Rubens Barrichello descreveu o oitavo lugar com que terminou o Grande Pr&ecirc;mio do Brasil neste domingo e o fim da luta pelo t&iacute;tulo do campeonato de F&oacute;rmula 1.18/10/2009.REUTERS/Bruno Domingos</p>