Paes afirma que violência é maior desafio do Rio para Olimpíada

segunda-feira, 19 de outubro de 2009 15:32 BRST
 

Por Andrew Warshaw

LONDRES (Reuters) - O Rio de Janeiro ainda tem um longo caminho pela frente para solucionar seus problemas de segurança antes de sediar os Jogos Olímpicos de 2016, afirmou o prefeito da cidade, Eduardo Paes, nesta segunda-feira.

Após uma onda de violência no fim de semana que deixou ao menos 17 mortos no Rio, Paes afirmou que o combate à criminalidade representa o maior desafio aos organizadores dos Jogos nos próximos sete anos.

"Nós nunca escondemos nossos problemas durante o processo de candidatura. Sempre dissemos às pessoas -- e ainda enfrentamos problemas," disse Paes na Cúpula Global da Indústria Esportiva, em Londres. "Ainda temos muito a fazer, temos um longo caminho pela frente e o que aconteceu este fim de semana mostrou isso."

No sábado, suspeitos traficantes derrubaram um helicóptero da polícia do Rio, matando três policiais. Além disso, 14 supostos traficantes morreram em conflitos entre facções criminosas rivais e com os policiais.

O incidente ocorreu apenas duas semanas depois de a cidade brasileira vencer a disputa com Madri, Chicago e Tóquio para ser a sede das Olimpíadas de 2016.

Paes, no entanto, garantiu que tudo estará solucionado até a época das Olimpíadas.

"Estamos certos que vamos realizar os Jogos em 2016 e espero que de forma que a cidade esteja mais pacífica e segura para todos os nossos cidadãos", afirmou.

"Nós nos preocupamos pela segurança de nossos cidadãos, por nossa vida cotidiana, pelos visitantes que vêm regularmente. Esse é o nosso desafio, mas estamos avançando... A violência que enfrentamos no Rio será muito, muito melhor até 2016."   Continuação...

 
<p>O Rio de Janeiro ainda tem um longo caminho pela frente para solucionar seus problemas de seguran&ccedil;a antes de sediar os Jogos Ol&iacute;mpicos de 2016, afirmou o prefeito da cidade, Eduardo Paes, nesta segunda-feira. REUTERS/Ricardo Moraes</p>