Usain Bolt só quer um pouco de sossego

segunda-feira, 19 de outubro de 2009 19:38 BRST
 

Por Simon Evans

DISCOVERY BAY, Jamaica (Reuters) - O campeão olímpico e mundial jamaicano Usain Bolt aproveitou bem os seus dois anos de recordes, mas agora espera reduzir um pouco o ritmo, disse ele à Reuters.

De volta à Jamaica após mais uma temporada de viagens pelo mundo, na qual quebrou pela terceira vez o recorde dos 100 metros rasos, Bolt espera finalmente poder relaxar. E para o próximo ano diz que quer competir e viajar menos.

O velocista voltou à Jamaica há cerca de um mês, e depois de participar de várias premiações e eventos compareceu no domingo a um jogo beneficente de críquete, onde a diversão deveria ser a tônica.

Mas o filho mais famoso da Jamaica não tem muito tempo para si mesmo quando sai às ruas, onde é constantemente cercado por fãs - passa boa parte do seu tempo dando autógrafos e posando para fotos.

Questionado sobre se poderia ter algum tipo de vida normal, Bolt revelou um pouco de frustração, mas foi cuidadoso em não desmerecer os fãs.

"Não, não, se eu saio para um evento não consigo ter cinco minutos só para relaxar, todo mundo sempre me pede para tirar fotos, vem querendo autógrafos e tal", disse ele.

"Já vi isso bastante, então não é difícil lidar com isso, e é bom para mim ter um tempo com meus fãs e tirar fotos".

Além de ter uma torcida pela qual zelar, o atleta de 23 anos foi agraciado na segunda-feira com a Ordem da Jamaica, tornando-se a pessoa mais jovem a receber a quarta maior honraria do país - o que se soma ao fato de ser o maior símbolo da ilha caribenha.

 
<p>O jamaicano Usain Bolt anda depois de receber a Ordem da Jamaica em cerim&ocirc;nia em Kingston. O campe&atilde;o ol&iacute;mpico e mundial jamaicano Usain Bolt aproveitou bem os seus dois anos de recordes, mas agora espera reduzir um pouco o ritmo, disse ele &agrave; Reuters.19/10/2009.REUTERS/Andrew P. Smith</p>