Dunga chama Hulk e F. Aurélio em lista só com "estrangeiros"

terça-feira, 27 de outubro de 2009 19:16 BRST
 

Por Pedro Fonseca

RIO DE JANEIRO (Reuters) - O técnico Dunga convocou nesta terça-feira uma seleção brasileira com caras novas que atuam no exterior para os amistosos contra Inglaterra e Omã, em novembro, poupando os times brasileiros envolvidos na reta final da temporada nacional.

Os atacantes Carlos Eduardo, do Hoffenheim, e Hulk, do Porto, e o lateral/meia Michel Bastos, do Olympique de Lyon, foram chamados pela primeira vez para defender o Brasil, enquanto o lateral-esquerdo Fabio Aurélio, do Liverpool, voltou ao time pela primeira vez desde a participação na Olimpíada de 2000.

Todos os 24 jogadores relacionados por Dunga atuam em equipes do exterior, uma vez que o Campeonato Brasileiro está na reta final e os clubes do país estavam preocupados com a possível perda de seus principais jogadores para os amistosos da seleção.

O treinador também deixou de lado jogadores do exterior que estiveram na seleção por várias vezes sob comando dele, como o trio do Milan Alexandre Pato, Ronaldinho Gaúcho e Thiago Silva, além do lateral-esquerdo campeão da Copa das Confederações André Santos, do Fenerbahçe.

"É uma opção nossa de trazer jogadores com outras características para ver como eles vão se encaixar na seleção", disse Dunga em entrevista coletiva após a última convocação do ano e penúltima antes da lista definitiva para a Copa do Mundo de 2010.

Sobre os jogadores com passagem recente pela seleção mas que ficaram fora da lista a menos de oito meses do Mundial da África do Sul, Dunga afirmou que "sabemos o potencial deles e o que eles podem render, mas agora vamos experimentar jogadores que estão se destacando", disse.

"Até o último dia que a gente tiver oportunidade de observar antes de enviar a lista da Copa do Mundo vamos continuar observando", acrescentou o treinador.

O Brasil, líder do ranking da Fifa desde o título da Copa das Confederações em junho, vai jogar no dia 14 contra a Inglaterra, em Doha, no Catar, e três dias depois pega a fraca seleção de Omã, apenas 79a no ranking da Fifa, em Mascate, capital do país árabe.   Continuação...

 
<p>Fabio Aurelio em a&ccedil;&atilde;o durante partida do Liverpool na Liga dos Campe&otilde;es contra o Real Madrid em fevereiro REUTERS/Juan Medina (SPAIN)</p>