Toyota anuncia saída da Fórmula 1

quarta-feira, 4 de novembro de 2009 08:36 BRST
 

Por Alastair Himmer

TÓQUIO (Reuters) - A Toyota se retirou da Fórmula 1 nesta quarta-feira com efeito imediato, deixando o Japão sem uma equipe na principal categoria do automobilismo mundial.

O presidente da empresa, Akio Toyoda, se desculpou pelo fracasso da equipe na tentativa de vencer sequer uma corrida desde que chegou à categoria em 2002, apesar de um orçamento anual estimado em cerca de 300 milhões de dólares.

"Foi uma decisão muito difícil, mas inevitável", afirmou Toyoda em conferência de imprensa em Tóquio. "Desde o ano passado, com a piora do cenário econômico, temos sofrido com a questão de continuar ou não na F1".

"Estamos saindo da categoria completamente. Dou minhas completas desculpas aos fãs da Toyota por não atingirmos os objetivos que traçamos".

A decisão da maior montadora do mundo de deixar a categoria vem num momento em que a indústria automotiva começa a se estabilizar após queda nas vendas em meio à crise financeira.

A saída da Toyota como equipe e fornecedora de motores é outro golpe na Fórmula 1 depois que a segunda maior montadora do Japão, a Honda, anunciou sua retirada da categoria em dezembro do ano passado.

Assim, o Japão fica sem nenhuma equipe na F1 e mantém o ritmo de retirada de empresas do país de esportes a motor, que já viu a Subaru e a Suzuki deixarem o campeonato mundial de rali.

A fabricante de motos Kawasaki também encerrou sua equipe na MotoGP acompanhando o recuo do mercado.   Continuação...

 
<p>Chefe de Esporte Motor da Toyota, Tadashi Yamashina, chorou durante an&uacute;ncio da retirada da escuderia da F&oacute;rmula 1. REUTERS/Issei Kato</p>