Benítez mira o futuro apesar de resultado ruim

quinta-feira, 5 de novembro de 2009 12:49 BRST
 

Por Bertrand Boucey

LYON, França (Reuters) - O técnico do Liverpool, Rafa Benítez, recusou-se a falar sobre o próprio futuro após o empate em 1 x 1 contra o Olympique Lyon, que fez com que a equipe não dependa mais só de si mesma para se classificar para a próxima fase da Liga dos Campeões.

"Estou pensando somente no próximo jogo", disse Benítez a jornalistas quando perguntado sobre o resultado de quarta-feira, que pode ameaçar seu cargo.

Nove pontos atrás do líder Chelsea no Campeonato Inglês, o Liverpool é o terceiro em seu grupo na Liga dos Campeões com quatro pontos em quatro jogos, seis pontos atrás do líder Lyon, já classificado, e cinco atrás da Fiorentina.

"Estamos realmente decepcionados porque foi uma grande oportunidade para nós", disse Benitez, cuja equipe cedeu um empate nos últimos minutos em gol marcado pelo argentino Lisandro López.

"É claro que nossa classificação é difícil, mas não é impossível", acrescentou o espanhol, cuja equipe enfrenta na próxima rodada o Debrecen antes de jogar contra o Fiorentina.

"Temos uma chance. O principal é jogar bem contra o Debrecen e depois ver a situação para nossa última partida", acrescentou Benítez.

O pentacampeão europeu Liverpool viajou para Lyon tendo perdido seis de seus últimos sete jogos em todas as competições, incluindo a derrota por 2 x 1 para os franceses em Anfield, e novamente não pôde contar com o capitão Steven Gerrard, lesionado.

"Acho que tivemos muitos problemas antes do jogo, assim estou feliz com o desempenho dos jogadores", afirmou Benitez, cujo time criou diversas chances contra o Lyon, mas que pararam nas boas atuações do goleiro francês Hugo Lloris.

 
<p>T&eacute;cnico do Liverpool, Rafa Ben&iacute;tez, gesticula com jogadores da equipe durante partida contra o Lyon pela Liga dos Campe&otilde;es. Nesta quinta-feira, apo&oacute;s o empate em 1 x 1 contra a equipe francesa, Ben&iacute;tez se recusou a falar sobre seu futuro no comando da equipe. REUTERS/Jean-Paul Pelissier</p>