Aeroportos são principal preocupação para Copa de 2014--Teixeira

quinta-feira, 5 de novembro de 2009 15:41 BRST
 

RIO DE JANEIRO (Reuters) - A infraestrutura aeroportuária do país é no momento a grande preocupação dos organizadores da Copa do Mundo de 2014 no Brasil, afirmou nesta quinta-feira o presidente da CBF e do comitê de organização do Mundial, Ricardo Teixeira.

Em evento com a presença de autoridades federais no Rio de Janeiro por ocasião da abertura do 3o Seminário das Cidades-Sedes da Copa do Mundo, o dirigente cobrou investimentos do governo no setor para que não haja durante a Copa uma repetição de recentes problemas aéreos enfrentados no país.

"Nós temos três prioridades para a Copa: aeroporto, aeroporto e aeroporto", disse Teixeira durante o evento. "Volta e meia tem crise nos aeroportos, e essa é uma das grandes preocupações nossas."

O dirigente lembrou que o Brasil é um país de dimensões continentais e precisa de uma infraestrutura aérea de boa qualidade para realizar com sucesso o segundo Mundial de sua história, após a distante Copa do Mundo de 1950.

"Diferentemente de outras Copas, o deslocamento entre as cidades aqui vai ser via aeroportos, através de avião", disse Teixeira, que cobrou uma solução do governo.

"Tem que ser consertado e resolvido. Há relatórios sobre as diversas cidades que serão sede, que mostram com clareza o problema."

Autoridades federais já alertaram mais de uma vez para o estrangulamento dos aeroportos de São Paulo (Guarulhos e Congonhas) e estudam a construção um novo aeroporto no Estado ou a otimização de Viracopos, em Campinas.

O governo federal estuda ainda a privatização do aeroporto do Galeão, no Rio de Janeiro, mas disputas locais emperram o processo de concessão do aeroporto.

Ao contrário da preocupação com os aeroportos, o presidente da CBF acredita que a construção de estádios e a criação de uma infraestrutura hoteleira não serão problemas para o Mundial.

"Acho os temas mais factíveis, até porque você tem opções como utilizar navios, motéis e outros como hospedagem", avaliou.

(Reportagem de Rodrigo Viga Gaier)

 
<p>Ricardo Teixeira, presidente da CBF, durante apresenta&ccedil;&atilde;o sobre a Copa do Mundo 2014 na sede da FIFA, em Zurique. Aeroportos s&atilde;o principal preocupa&ccedil;&atilde;o para Copa de 2014, diz Teixeira. REUTERS/Michael Buholzer</p>