November 6, 2009 / 5:47 PM / in 8 years

SAIBA MAIS-Agência Mundial Antidoping

3 Min, DE LEITURA

(Reuters) - Veja dados importantes sobre a Agência Mundial Antidoping (Wada, na sigla em inglês), que completa 10 anos em 10 de novembro:

NÚMEROS:

* Orçamento:

2000-2001: 18,3 milhões de dólares destinados pelos Comitê Olímpico Internacional (COI)

2009: 25,5 milhões de dólares destinados por governos de vários países e o COI

* Empregados: 7 (1999), 58 (2009)

* Presidentes: 2 (canadense Dick Pound de 1999 a 2007 e australiano John Fahey a partir de 2008)

* Agências regionais: 4 (Cidade do Cabo, na África do Sul; Lausanne, na Suíça; Montevidéu, no Uruguai; Tóquio, no Japão)

* Laboratórios aprovados pela Wada: 35 em 32 países

* Exames realizados pelos laboratórios da Wada entre 2003 e 2008: 1.200.390

* Pesquisa: Desde 2001, a Wada investiu cerca de 50 milhões de dólares em pesquisa científica

Datas Importantes

* 1998 - Escândalo de doping na Volta da França leva à realização da primeira Conferência Mundial de Doping, em 1999, cuja declaração final pede a criação de uma agência antidoping independente, a Wada.

* 10 de novembro de 1999 - Wada é oficialmente fundada com o objetivo de coordenar os esforços globais antidoping. O advogado canadense e membro do COI Dick Pound é o primeiro presidente, permanecendo no cargo até 2007.

* Abril de 2002 - Sede da Wada é inaugurada em Montreal.

* Janeiro de 2004 - Código Mundial Antidoping, que padroniza as regras para combater o doping em todos os esportes no mundo todo, entra em vigor.

* Novembro de 2007 - Ex-ministro das Finanças da Austrália John Fahey é eleito sucessor de Pound como presidente da WADA a partir de 2008.

Grandes Casos

* 2003 - É revelado maior caso de doping do mundo, relacionando grandes nomes do atletismo, beisebol e futebol americano com o laboratório Balco, de San Francisco.

* Agosto de 2004 - Velocistas gregos Kostas Kenteris e Ekaterini Thanou surpreendem o mundo às vésperas dos Jogos de Atenas ao se recusarem a realizar exames antidoping. Os dois não disputaram as Olimpíadas e foram suspensos do esporte.

* Dezembro de 2005 - Ex-recordista mundial dos 100 metros Tim Montgomery é suspenso por dois anos pela Corte Arbitral do Esporte. A pena é a primeira com base em provas "não analíticas", uma vez que Montgomery nunca teve um teste positivo.

* Outubro de 2007 - Após anos negando, velocista norte-americana Marion Jones admite ter usado substâncias proibidas. Jones, principal velocista do mundo no início dos anos 2000, perdeu as cinco medalhas conquistadas nos Jogos de Sydney 2000, incluindo três de ouro, e foi condenada a seis meses de prisão por mentir a investigadores federais.

Por Steve Keating em Detroit e Gene Cherry em Raleigh

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below