Mercedes compra a equipe Brawn GP de Fórmula 1

segunda-feira, 16 de novembro de 2009 13:34 BRST
 

Por Alan Baldwin

LONDRES (Reuters) - A atual equipe campeã de Fórmula 1, a Brawn GP, vai competir como Mercedes Grand Prix na próxima temporada depois que a montadora alemã anunciou a compra da escuderia, nesta segunda-feira, juntamente com a venda de sua participação na McLaren.

O presidente do conselho da Daimler, Dieter Zetsche, cuja empresa controla e Mercedes, disse que Ross Brawn continuará como chefe da nova equipe e acrescentou que a montadora também continuará fornecendo motores para a McLaren até o fim da temporada de 2015.

"No modificado ambiente da F1, enfrentaremos a concorrência na principal categoria do automobilismo a partir de agora com nossa própria equipe Flechas de Prata", explicou.

A Mercedes tinha 40 por cento da McLaren, mas a equipe, que venceu o campeonato de 2008 com Lewis Hamilton, afirmou separadamente que concordou em comprar de volta sua parte até 2011.

A Mercedes não comentou quem seriam os pilotos da Brawn, apesar de parecer certo que Nico Rosberg se juntará ao time depois de deixar a Williams. O campeão pela Brawn este ano, Jenson Button têm conversado tanto com a McLaren como com a Brawn.

O acordo de compra dá a Mercedes participação majoritária na Brawn juntamente com a empresa de investimento de Abu Dhabi Aabar, que comprou 9,1 por cento da Daimler em março.

As duas combinadas terão 75,1 por cento da Brawn, com a Daimler detendo 45,1 por cento. Não foram revelados os detalhes financeiros.

"A Brawn passou por uma incrível jornada nos últimos 12 meses", disse Ross Brawn em comunicado.

"De lutar pela sobrevivência a forjar fortes relações com a Mercedes-Benz High Performance Engines, vencer tanto o campeonato de pilotos como o de construtores, e agora aceitar a oferta da Aabar e a Damiler pela nossa equipe, que nos garantirá o futuro".

A Mercedes e a McLaren têm sido parceiras desde 1995, mas a relação passou a ficar tensa com a determinação da McLaren de imitar a rival Ferrari como montadora de carros esportivos, além da equipe de corrida.

 
<p>Imagem gerada no computador mostra poss&iacute;vel vers&atilde;o do novo carro da equipe de F1 Mercedes Grand Prix, publicado no site da montadora alem&atilde; Daimler REUTERS/Divulga&ccedil;&atilde;o/Mercedes-Benz Motorsport</p>