Federação irlandesa pede à Fifa repetição de jogo contra França

quinta-feira, 19 de novembro de 2009 16:55 BRST
 

Por Padraic Halpin

DUBLIN (Reuters) - A Federação de Futebol da Irlanda (FAI) pediu nesta quinta-feira à Fifa que determine que a controversa partida contra a França pela repescagem das eliminatórias para a Copa do Mundo seja jogada novamente.

A França garantiu vaga na Copa do Mundo da África do Sul com empate em 1 x 1 na partida de volta do confronto, graças a uma jogada em que o atacante Thierry Henry usou a mão para controlar a bola, resultando no gol de William Gallas.

"A decisão ostensivamente incorreta do árbitro de validar o gol prejudicou a integridade do esporte e agora pedimos à Fifa, como organismo que comanda o esporte no mundo, que se organize para que essa partida seja disputada novamente", afirmou a FAI em comunicado.

O comunicado da FAI foi divulgado após o técnico da seleção irlandesa, o italiano Giovanni Trapattoni, ter afirmado em entrevista coletiva que seria impossível que o jogo fosse disputado novamente.

"Não posso pedir isso, porque sei que é impossível", disse Trapattoni, após seu time ser derrotado por 2 x 1 na soma dos placares dos dois jogos.

O italiano, em vez disso, criticou a decisão de última hora da Fifa de estabelecer cabeças-de-chave para a repescagem das eliminatórias europeias para a Copa e pediu que a entidade elimine prorrogações em jogos desse tipo, já que isso dá uma vantagem para a equipe que faz a partida de volta em casa.

"Há muitas dúvidas que persistem e que precisam ser eliminadas. Irei à Fifa e os aconselharei sobre o que penso", disse Trapattoni, antes de acrescentar que a repetição das jogadas em vídeo deveriam ser incluídas nos jogos no futuro.

(Reportagem adicional de Patrick Vignal em Paris e Neil Maidment em Londres)

 
<p>Federa&ccedil;&atilde;o de Futebol da Irlanda pediu &agrave; Fifa que determine que a controversa partida contra a Fran&ccedil;a pela repescagem das eliminat&oacute;rias para a Copa do Mundo seja jogada novamente ap&oacute;s gol com jogada de m&atilde;o de Thierry Henry. REUTERS/Benoit Tessier</p>