Blatter defende mudanças e mais árbitros assistentes na Copa

segunda-feira, 30 de novembro de 2009 17:50 BRST
 

Por Mike Collett

JOHANESBURGO (Reuters) - A inclusão de árbitros assistentes adicionais pode ser uma das mudanças na Copa do Mundo do ano que vem na África do Sul, disse o presidente da Fifa, Joseph Blatter, nesta segunda-feira.

Durante a conferência de negócios no futebol Soccerex, Blatter também disse que a Fifa pode reconsiderar a organização das eliminatórias e acabar com o sistema de repescagem.

"O controle (arbitragem) das partidas está na agenda agora. Como podemos evitar trapaças em jogadas com a mão, como tivemos na partida entre França e Irlanda, por exemplo", disse.

"Acho que poderemos ter (assistentes) adicionais", acrescentou.

Blatter disse que o assunto será discutido na quarta-feira, quando o comitê executivo da Fifa fará uma reunião extraordinária. Se o órgão decidir seguir adiante com o plano, é quase certo que ele será aprovado pela International Board, que define mudanças nas regras do jogo, em março, a tempo de ser adotado no Mundial.

Blatter confirmou que conversou com o atacante francês Thierry Henry sobre o incidente em que ele usou a mão para dominar a bola na jogada que resultou no gol que classificou a França e deixou a Irlanda fora do Mundial, e afirmou ter dito ao jogador que, embora entenda porque ele fez isso, não o perdoa pela jogada.

Como de costume, Blatter descartou o uso de tecnologia ou videotapes das jogadas para ajudar o árbitro, mas disse que o comitês discutirá a utilização de árbitros assistentes atrás de cada um dos gols.

Esse sistema está sendo atualmente experimentado na Liga Europa, competição que substituiu a Copa da Uefa neste ano.

 
<p>A inclus&atilde;o de &aacute;rbitros assistentes adicionais pode ser uma das mudan&ccedil;as na Copa do Mundo do ano que vem na &Aacute;frica do Sul, disse o presidente da Fifa, Joseph Blatter, nesta segunda-feira. REUTERS/Sergio Moraes (BRAZIL SPORT SOCCER HEADSHOT)</p>