França assombra cabeças-de-chave na Copa

quinta-feira, 3 de dezembro de 2009 14:24 BRST
 

Por Paul Radford

CIDADE DO CABO (Reuters) - A França assumirá o papel de pária internacional no sorteio dos grupos da Copa de 2010, na sexta-feira na África do Sul.

A decisão da Fifa de não colocar os campeões de 1998 como cabeça-de-chave deixa os "bleus" como os mais temidos adversários entre os 24 times restantes --aquele que todos os oito cabeças-de-chave querem evitar.

A França, vice-campeã de 2006, já havia passado pela humilhação de se classificar para a Copa graças à agora célebre jogada em que Thierry Henry ajeitou a bola com a mão antes de cruzar para que seu companheiro Gallas marcasse o gol decisivo contra a Irlanda.

Na quarta-feira, a Fifa decidiu que o critério para a definição dos cabeças-de-chave seria o seu ranking de outubro, quando a França estava em nono lugar. A exceção é a anfitriã África do Sul, previamente assegurada como cabeça-de-chave.

Os demais cabeças serão Brasil, Espanha, Holanda, Argentina, Inglaterra, Itália e Alemanha.

A França é certamente o mais temível entre os possíveis adversários da primeira fase, mas Portugal e Costa do Marfim também aparecem na lista de possíveis integrantes de um "grupo da morte".

Jean-Pierre Escalettes, presidente da Federação Francesa de Futebol, disse que a França não está frustrada por ser relegada ao segundo escalão.

"Não há boa notícia ou má notícia, assim como não há chave boa ou chave ruim", afirmou. "Em 2006, todos achavam que tivemos uma chave fácil, e sofremos para avançar. Espero que não estejamos em um 'grupo da morte'."   Continuação...

 
<p>Funcion&aacute;rios seguem trabalhando no local que vai abrigar o sorteio dos grupos da Copa do Mundo de 2010 na &Aacute;frica do Sul REUTERS/Rogan Ward</p>