December 3, 2009 / 3:39 PM / 8 years ago

SAIBA MAIS-Seleções do pote 2 para sorteio dos grupos da Copa

12 Min, DE LEITURA

<p>Jogador da sele&ccedil;&atilde;o japonesa Nagai (de frente) comemora com companheiros um gol em partida contra a Coreia do Norte pelas eliminat&oacute;rias da Copa da &Aacute;sia 02/12/2009Bobby Yip</p>

(Reuters) - Veja abaixo algumas informações sobre as seleções que estão no pote 2 para o sorteio dos grupos da Copa do Mundo de 2010, que será realizado na sexta-feira na Cidade do Cabo.

AUSTRÁLIA

Histórico em Copas

Participações: 2

Melhor resultado: oitavas-de-final em 2006

Técnico: Pim Verbeek

O holandês trabalhou ao lado de Guus Hiddink como auxiliar-técnico na seleção da Coreia do Sul em 2002 e como auxiliar de Dick Advocaat na Copa de 2006. Como técnico, ele levou os sul-coreanos à terceira posição na Copa da Ásia de 2007, antes de assumir o comando dos "Socceroos". Os resultados desde que assumiu foram impressionantes, embora ele seja criticado por adotar um estilo de jogo considerado defensivo.

Principais jogadores:

Tim Cahill (Everton), 29 anos, meio-campista

Lucas Neill (Everton), 31 anos, defensor

Mark Schwarzer (Fulham), 37 anos, goleiro

Posição no ranking da Fifa em novembro de 2009: 21

Como conseguiu a vaga

Após anos sofrendo para se classificar em várias repescagens como campeões da Oceânia, a Austrália fez sua primeira eliminatória após se juntar à Confederação Asiática de Futebol. Terminou a primeira fase da competição invicta e sofrendo somente um gol em oito partidas. Foi a segunda seleção a garantir vaga para o Mundial da África do Sul.

Perspectivas

A Austrália chegou às oitavas-de-final em 2006 e pode chegar à segunda fase novamente. Tem jogadores com experiência suficiente para causar problemas para qualquer equipe, mas provavelmente não tem a capacidade necessária para chegar mais longe no torneio.

Coreia Do Norte

Histórico em Copas

Participações: 1

Melhores resultados: quartas-de-final em 1966

Técnico: Kim Jong-hun

Com poucos talentos de nível internacional na equipe, Kim liderou a Coreia do Norte à classificação ao adotar uma disciplina ao estilo militar na defesa e aproveitando seu patriotismo.

Principais jogadores

Jong Tae-se (Kawasaki Frontale), 25 anos, atacante

An Yong-hak (Suwon), 31 anos, meio-campista

Posição no ranking da Fifa em novembro de 2009: 84

Como conseguiu a vaga

Terminou na vice-liderança de seu grupo nas eliminatórias, atrás da Coreia do Sul, para garantir uma das quatro vagas automáticas da Ásia.

Perspectivas

Surpresa entre os classificados na Ásia, a Coreia do Norte não deve repetir sua inesperada presença nas quartas-de-final, como em 1966, com a falta de experiência e talento no time.

Coreia Do Sul

Histórico em Copas

Participações: 7

Melhor resultado: 4o lugar em 2002

Técnico: Huh Jung-moo

A terceira passagem de Huh no comando da seleção sul-coreana é a melhor até o momento, com uma série invicta de 27 jogos até uma recente derrota para a Sérvia num amistoso. Ele aceitou o cargo após a federação não ter conseguido acertar com um técnico de renome da Europa. Ao contrário de técnicos anteriores da Coreia do Sul, Huh colocou a confiança em jovens talentos e abriu mão de jogadores mais experientes.

Principais jogadores

Park Ji-sung (Manchester United), 28 anos, meio-campista

Park Chu-young (Monaco), 24 anos, atacante

Lee Woon-jae (Suwon), 36 anos, goleiro

Posição no ranking da Fifa em novembro de 2009: 52

Como conseguiu a vaga

Conquistou uma das quatro vagas automáticas da Ásia ao terminar na liderança do Grupo 2 na fase final das eliminatórias. Passou invicta pelo grupo incluindo a Coreia do Norte, o Irã e a Arábia Saudita, mas com quatro empates.

Perspectivas

Finalmente conseguindo deixar a sombra da campanha sensacional que a levou às semifinais da Copa de 2002 em casa, a Coreia do Sul tem vários jogadores em grandes clubes da Europa e deve passar da primeira fase. A influência do capitão Park Ji-sung será fundamental para um elenco de jovens conseguir brilhar.

JAPÃO

Histórico em Copas

Participações: 3

Melhor resultado: Oitavas-de-final em 2002

Técnico: Takeshi Okada

Em sua segunda passagem pela equipe, após classificar o Japão para seu primeiro Mundial em 1998, ele reassumiu a equipe em dezembro de 2007, após o bósnio Ivica Osim sofrer um derrame que quase lhe tirou a vida. Foi criticado no início de seu trabalho por algunmas fracas apresentações da equipe até conseguir a vaga no Mundial.

Principais jogadores:

Shunsuke Nakamura (Espanyol), 31 anos, meio-campista

Shinji Okazaki (Shimizu S-Pulse), 23 anos, atacante

Yuji Nakazawa (Yokohama F-Marinos), 31 anos, defensor

Posição no ranking da Fifa em novembro de 2009: 40

Como conseguiu a vaga

O Japão tornou-se a primeira seleção a se juntar à Africa do Sul e garantir vaga na Copa após vencer o Uzbequistão por 1 x 0 no início de junho. Um gol de Okazaki aos nove minutos de jogo foi o bastante para assegurar a vitória e garantir aos "Samurais Azuis" uma recepção de heróis na volta para casa.

Perspectivas

Apesar da relativa tranquilidade nas eliminatórias, a meta estabelecida por Okada de chegar a uma das semifinais parece exagerada. Se tiver sorte, o Japão pode chegar às oitavas-de-final, embora a equipe atual esteja um pouco aquém daquela que chegou à segunda fase em 2002.

Estados Unidos

Histórico em Copas

Participações: 8

Melhor resultado: 3o lugar em 1930

Técnico: Bob Bradley

Comandou o time na vitória da Copa de Ouro da Concacaf 2007 e no vice da Copa das Confederações em 2009, quando seu time venceu a Espanha nas semifinais.

Principais jogadores

Landon Donovan (Los Angeles Galaxy), 27 anos, atacante

Clint Dempsey (Fulham), 26 anos, atacante

Tim Howard (Everton), 30 anos, goleiro

Posição no ranking da Fifa em novembro de 2009: 12

Como conseguiu a vaga

Encerrou a primeira fase da eliminatória com facilidade e terminou no topo do grupo, à frente do rival México, graças à vitória sobre Honduras por 3 x 2.

Perspectivas

A confiança dos jogadores está em alta desde a Copa das Confederações, mas lesões no zagueiro Oguchi Onyewu e em Charlie Davies, este após acidente de carro, enfraqueceram o time.

Honduras

Histórico em Copas

Participações: 1

Melhor resultado: fase de grupos em 1982

Técnico: Reinaldo Rueda

O colombiano levou Honduras pela segunda vez a uma Copa do Mundo graças a sua capacidade para criar uma equipe unida com jogadores de talento individual. Fez sucesso como técnico da seleção sub-20 da Colômbia, levando o time ao 3o lugar no Mundial da categoria em 2003. Treinou a seleção principal da Colômbia por dois anos, mas não classificou o time para o Mundial de 2006.

Principais jogadores

David Suazo (Inter de Milão), 30 anos, atacante

Wilson Palacios (Tottenham Hotspur), 25 anos, meio-campista

Posição no ranking da Fifa em novembro de 2009: 38

Como conseguiu a vaga

Honduras desbancou a Costa Rica para terminar em 3o nas eliminatórias da Concacaf com uma boa vitória fora de casa contra El Salvador em outubro. A classificação foi incontestável, uma vez que Honduras goleou os costarriquenhos por 4 x 0 em agosto.

Perspectivas

Assim como os outros classificados da Concacaf, Honduras precisará que tudo funcione da melhor forma possível para conseguir passar da primeira fase, o que já seria considerado um grande sucesso.

MÉXICO

Histórico em Copas

Participações: 13

Melhores resultados: quartas-de-final em 1970 e 1986

Técnico: Javier Aguirre

Ex-jogador da seleção mexicana, Aguirre fez sua reputação como técnico no comando de equipes mexicanas como Atlante e Pachuca antes de assumir a seleção em 2001 e levá-la ao Mundial do ano seguinte. A transferência para o espanhol Osasuna mostrou Aguirre tendo um bom desempenho com recursos limitados, o que lhe garantiu a ida ao Atlético de Madri. Após sua demissão em fevereiro deste ano, ele voltou à sua terra-natal para substituir o sueco Sven-Goran Eriksson, reformular a seleção, conquistar o título da Copa Ouro e uma confortável classificação para a Copa.

Principais jogadores:

Cuauhtemoc Blanco (Veracruz), 36 anos, atacante

Gerardo Torrado (Cruz Azul), 30 anos, meio-campista

Rafael Márquez (Barcelona), 30 anos, defensor

Posição no ranking da Fifa em novembro de 2009: 15

Como conseguiu a vaga

A equipe quase ficou fora do Mundial ainda na primeira fase das eliminatórias sob o comando de Eriksson, ficando com a vaga para a fase final com seis equipes graças ao saldo de gols melhor que o da Jamaica. Com a saída do sueco, Aguirre liderou os mexicanos para vitórias por 2 x 1 sobre os Estados Unidos e um triunfo por 3 x 1 diante da Costa Rica.

Perspectivas

Aguirre encontrou o equilíbrio necessário para que a equipe atue com o instinto ofensivo pelo qual o futebol mexicano é conhecido. Se a retaguarda da equipe for eficiente contra adversários mais fortes, as diversas opções ofensivas da equipe podem produzir algumas surpresas.

NOVA ZELÂNDIA

Histórico em Copas

Participações: 1

Melhor resultado: eliminada na fase de grupos em 1982

Técnico: Ricki Herbert

Ex-zagueiro da seleção por nove anos, inclusive na Copa do Mundo de 1982. Ele foi nomeado assistente técnico da seleção em 2003 pelo então treinador Mick Waitt, até assumir a posição de técnico principal em 2005. Também é o treinador do Wellington Phoenix do Campeonato Australiano. Sem demonstrar emoção em suas aparições públicas, conseguiu montar uma equipe marcada pela vontade, uma das caracteristicas de sua própria carreira em campo.

Principais jogadores

Ryan Nelson (Blackburn Rovers), 32 anos, zagueiro

Shane Smeltz (Goald Coast United), 28 anos, atacante

Simon Elliott (San Jose Earthquakes), 35 anos, meio-campista

Posição no ranking da Fifa em novembro de 2009: 77

Como conseguiu a vaga

Não teve muitos problemas para vencer a fase final das eliminatórias da Oceania com um rodada de antecedência e se classificar para a repescagem contra o time asiátio Barein. Defendeu bem no 0 x 0 em Manama e partiu para o ataque em Wellington, vencendo por 1 x 0 com um gol de cabeça de Rory Fallon no primeiro tempo. Mas precisou de uma defesa do goleiro Mark Paston numa cobrança de pênalti na etapa final.

Perspectivas

Depois de 28 anos sem disputar uma Copa do Mundo, os neozelandeses darão o seu melhor, mas ainda assim não devem passar da fase de grupos. Conseguir marcar seu primeiro ponto num Mundial seria uma conquista importante para o time e para o futebol, num país onde o rúgbi é o principal esporte na preferência popular.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below