África do Sul garante segurança da Copa do Mundo

quinta-feira, 3 de dezembro de 2009 13:41 BRST
 

CIDADE DO CABO (Reuters) - A África do Sul está preparada para qualquer ameaça à segurança da Copa do Mundo de 2010, incluindo possíveis ataques químicos e nucleares, disse o Ministério de Polícia do país nesta quinta-feira.

A África do Sul, país que tem uma das mais altas taxas de homicídio do mundo fora de zona de guerra, vai aumentar seu efetivo policial nas ruas durante o torneio com um mês de duração, enquanto tenta combater a criminalidade que mancha sua imagem no exterior.

O anúncio acontece após autoridades e torcedores terem manifestado preocupação com os altos níveis de violência no país.

"Agora, na véspera do sorteio da Copa de 2010 e a apenas 188 dias do pontapé inicial, estamos totalmente convencidos que as nossas forças de segurança... estão 100 por cento preparadas para proteger com eficiência esses eventos e todas as atividades paralelas", disse a jornalistas o ministro Nathi Mthethwa.

O sorteio das chaves, envolvendo as 32 seleções que se classificaram para o primeiro Mundial realizado na África, acontece na sexta-feira e terá a presença de 1.000 policiais para proteger as autoridades. Estrelas do futebol como David Beckham vão participar.

"Após o sorteio final poderemos completar questões táticas sobre o plano de segurança, especialmente em termos de proteção das equipes mais de perto."

A África do Sul tem se empenhado para combater a criminalidade antes da Copa do Mundo e as autoridades garantiram a segurança dos cerca de 450.000 turistas estrangeiros esperados no país para o torneio que começa em junho de 2010.