Polícia prende 2 por ameaças de bomba em sorteio da Copa

sexta-feira, 4 de dezembro de 2009 11:23 BRST
 

CIDADE DO CABO (Reuters) - A polícia da África do Sul prendeu duas pessoas nesta sexta-feira por boatos separados sobre ameaças de bombas contra o sorteio dos grupos da Copa do Mundo do ano que vem.

Especialistas em explosivos e cães farejadores checaram uma sacola na entrada do Centro de Convenções Internacional da Cidade do Cabo horas antes de treinadores, dirigentes e uma série de celebridades chegarem para o sorteio, que decidirá quais serão os adversários das 32 seleções classificadas para o Mundial na primeira fase do torneio.

O porta-voz da polícia Vishnu Naidoo disse que a entrada do centro de convenção ficou fechada por mais de uma hora, o que impediu que centenas de jornalistas e outros visitantes ingressassem no local, depois que um homem que disse ser um repórter estrangeiro deixou uma sacola que ele afirmava conter uma bomba antes de sair correndo. Ele foi capturado e preso, disse o porta-voz policial.

Ele acrescentou que uma outra pessoa foi presa mais cedo após fazer trotes telefônicos afirmando que havia uma bomba no aeroporto da cidade.

O telefone foi rastreado e a pessoa que fez a ligação foi presa num subúrbio da cidade. Naidoo, que não revelou se a pessoa era homem ou mulher, prometeu dar mais detalhes sobre as prisões mais tarde.

"Infelizmente temos uma situação em que temos pessoas fazendo brincadeiras de mau gosto que estão tentando atrapalhar", disse Naidoo. "Era um boato... mas temos que reagir a tudo."

O sorteio, que será apresentado pela atriz sul-africana vencedora do Oscar Charlize Theron, deve ter audiência televisiva de cerca de 350 milhões de pessoas no mundo todo.

O ministro de Polícia, Nathi Mthethwa, disse na quinta-feira que o país está preparado para qualquer ameaça de segurança, inclusive químicas e nucleares.

Embora a África do Sul não seja vista como um alvo importante para o terrorismo, o país tem uma das taxas de crimes violentos mais altas do mundo.

(Reportagem de Gordon Bell)

 
<p>Cord&atilde;o de isolamento da pol&iacute;cia ap&oacute;s boatos sobre amea&ccedil;as de bombas no Centro de Conven&ccedil;&otilde;es Internacional da Cidade do Cabo, &Aacute;frica do Sul, horas antes de treinadores, dirigentes e uma s&eacute;rie de celebridades chegarem para o sorteio que decidir&aacute; quais ser&atilde;o os advers&aacute;rios das 32 sele&ccedil;&otilde;es classificadas para o Mundial na primeira fase do torneio. (04/12/2009) REUTERS/Kai Pfaffenbach</p>